Esgrima: da concentração à explosão

A alemã Claudia Bokel, vencendo a francesa Laura Flessel, foi uma das grandes atrações nos duelos individuais do Mundial de Esgrima encerrado em Nîmes, na França. Flessel - agora Flessel-Colovic - é nascida em Guadalupe e dona de enorme talento natural. Conta com fabulosos contratos publicitários - e exclusivos - em um esporte indoor e de público restrito. Mas foi mãe há apenas quatro meses. E ainda (quase) não voltou à sua boa forma a tempo... Ficou (apenas!) com a prata na espada feminina individual.A esgrima é um esporte de altíssima concentração e precisão, o que talvez explique a explosão dos atletas nos finais de cada luta, a comemoração aos berros, os pulos e abraços com os técnicos, as imagens de desafogo. Vários são "pegos" por seguranças quando saem correndo da pista em direção aos técnicos, aos saltos, esquecendo-se de que ainda estão conectados aos fios elétricos, ligados às armas (os toques aparecem em luzes nos placares porque os coletes também têm fios elétricos).Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.