Esgrima: juiz comete erros e é suspenso

O Comitê Executivo da Federação Internacional de Esgrima suspendeu neste domingo o árbitro húngaro Joszef Hidasi por dois anos depois de considerar que ele cometeu seis graves erros na final do florete por equipes entre Itália e China. Os italianos levaram o ouro.?Estes erros foram fundamentais e mancharam a boa reputação do nosso esporte, lamentou o presidente da Federação, René Roch.Nos seis casos, Hidasi, que há anos é juiz de campeonatos mundiais, favoreceu a Itália. Depois de exaustivas análises dos teipes dos combates, a FIE decidiu pela suspensão do árbitro. Ainda não se sabe se a China vai recorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.