Espanha retira status de atleta de Marta Domínguez por doping

O Conselho Esportivo da Espanha retirou da corredora Marta Domínguez o seu status de atleta espanhola depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) a suspendeu por três anos em razão de doping sanguíneo e retirou o seu título mundial de 2009 nos 3 mil metros com obstáculos.

Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2016 | 12h03

O presidente do conselho, Miguel Cardenal Carro, disse em um comunicado publicado nesta segunda-feira no Boletim Oficial do Estado Espanhol que a decisão de "excluir" Dominguez de "esportes de alto nível e atletismo" foi tomada por causa de infrações de doping.

Em 19 de novembro, a CAS acatou recursos da Associação Internacional das Federações de Atletismo e da Agência Mundial Antidoping, que contestavam a decisão da Federação de Atletismo da Espanha de absolver Domínguez por irregularidades no seu passaporte biológico.

Consequentemente, o painel de CAS anulou todos os resultados em competições de Domínguez entre agosto de 2009 a julho de 2013, incluindo o período em que ela ganhou a medalha de ouro no 3 mil metros com obstáculos no Mundial de Atletismo de Berlim, em 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
Marta DomínguezAtletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.