Espanha se garante. África quase

Time europeu vence e está nas semifinais; equipe de Joel Santana desencanta e fica bem perto da próxima fase

, O Estadao de S.Paulo

18 de junho de 2009 | 00h00

Espanha e África do Sul venceram ontem, respectivamente, Iraque e Nova Zelândia pelo Grupo A da Copa das Confederações. A equipe europeia lidera a chave com seis pontos, seguida pelos anfitriões, com quatro. Os times se enfrentam sábado na rodada de encerramento da fase classificatória. Empate garante a seleção da casa nas semifinais; os europeus já estão assegurados.Em Rustemburgo, a África do Sul desencantou na competição - havia empatado sem gols com o Iraque, na estreia - e derrotou a seleção neozelandesa por 2 a 0. O herói da torcida foi o atacante Parker, autor dos gols. Além de elevar a equipe à segunda posição, o resultado trouxe alívio ao técnico Joel Santana, que encontra resistência da crônica esportiva local.Os sul-africanos desperdiçaram várias ocasiões de gol, o que evidencia a baixa qualidade técnica dos recursos humanos que o treinador brasileiro tem em mãos. De furadas constrangedoras na cara do goleiro adversário a pixotadas na zaga, a seleção anfitriã errou o quanto pôde. A sorte é que do outro lado havia a Nova Zelândia. Mais cedo, em partida jogada em Bloefomtein, a Espanha bateu o Iraque pela contagem mínima, gol de David Villa. A vitória garantiu a seleção ibérica na semifinal. Agora, o time de Vicente Del Bosque ostenta uma invencibilidade de 34 jogos - não perde desde novembro de 2006. O recorde em partidas oficiais pertence à seleção brasileira (35 partidas invictas).Dessa vez o time espanhol não deu show, mas tampouco levou sustos. Apesar de ter poupado quatro titulares, a seleção europeia sobrou em campo. Acuados, os iraquianos pouco produziram. Agora, para se classificar, precisam vencer a Nova Zelândia e torcer por derrota dos sul-africanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.