Espanha tem um caso de doping revelado em novas análises

Atleta deu positivo em exames realizados durante os Jogos de Pequim-2008

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2016 | 14h22

Um atleta da Espanha deu positivo na nova análise das amostra de exames antidoping realizados durante os Jogos de Pequim-2008, disse nesta quarta-feira o Comitê Olímpico Espanhol. A entidade não revelou o nome do atleta ou seu esporte.

O organismo espanhol disse que foi informado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) "sobre supostos resultados adversos para um atleta espanhol que participou dos Jogos de 2008". O COI disse na semana passada que 31 atletas poderiam ser impedidos de participar dos Jogos Olímpicos de Rio depois de suas amostras de 2008 darem positivos em novas análises, com técnicas mais avançadas do que as utilizadas há oito anos.

O Comitê Olímpico Russo revelou na última terça-feira ter sido notificado de que 14 atletas do país foram pegos nas reanálises. A TV estatal da Rússia afirmou que dez deles eram medalhistas olímpicos, incluindo Anna Chicherova, campeã em 2012 e bronze em 2008 no salto em altura.

O comitê disse que os 31 atletas pegos agora em seus exames dos Jogos de Pequim são de seis esportes e 12 países, mas não deu os seus nomes, citando razões legais. Os casos positivos não são revelados oficialmente até que as contraprovas sejam avaliadas e confirmem o resultado das amostras originais.

O COI também ainda aguarda os resultados das reanálises de 250 amostras dos Jogos de Londres, em 2012. A entidade explicou que o foco nas novas análises foram em atletas que competiram em Pequim e Londres e agora pretendem participar da Olimpíada no Rio.

A entidade armazena amostras de exames antidoping dos Jogos Olímpicos por dez anos com o objetivo de analisá-las posteriormente, com métodos mais avançados de detecção do uso de substâncias proibidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.