Espanha vai ao ataque para apagar vexame

Fúria deve aumentar poder ofensivo para golear Honduras e superar frustração pela derrota para a Suíça

, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2010 | 00h00

Hora do matador. O atacante Fernando Torres deve ser a arma do técnico Vicente del Bosque

 

Depois da surpreendente derrota para a fraca seleção da Suíça em seu jogo de estreia na Copa do Mundo, a Espanha - até então considerada uma das favoritas ao título - pode apostar num esquema mais ofensivo no jogo de hoje, contra Honduras, às 15h30 (horário de Brasília) para apagar o vexame e arrancar a primeira vitória na competição.  

 

 Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador 

linkCobertura completa da Copa do Mundo

 

Uma das alternativas para o técnico Vicente Del Bosque seria escalar dois atacantes, em vez de apenas um, como ocorreu no jogo anterior. Na entrevista coletiva de ontem, ele não revelou a formação, mas disse esperar que Honduras jogue fechada, atrás, o que obrigaria a Fúria a "tomar a iniciativa e melhorar as finalizações".

O técnico também comentou a pressão que a equipe sofre desde que perdeu no jogo da estreia. Para ele, "os jogadores espanhóis estão acostumados à pressão e preferem essas partidas de máxima intensidade".

O meio-campista Xabi Alonso reconheceu que a partida de hoje "é definitiva e não há margem de erro" para a seleção espanhola, já que uma derrota praticamente elimina a equipe da próxima fase.

Risco de desfalque. Além da tensão de ter de reverter o início desastroso na Copa, a Espanha pode ficar ainda sem um de seus principais jogadores para o jogo de hoje. Andrés Iniesta "tem problemas, não está totalmente bem", segundo o técnico Del Bosque, e sua escalação só será decidida momentos antes da partida.

O volante do Barcelona foi substituído no jogo contra a Suíça depois de ter levado uma forte pancada na perna direita.

Do lado hondurenho, existe a mesma obrigação de vencer, já que a seleção também perdeu seu jogo de estreia - para o Chile, por 1 a 0. O atacante Roger Espinoza disse ontem que o grupo "vai jogar até a morte" e sabe que os espanhóis "não são invencíveis".

Otimista, o atacante disse que aposta "no pensamento positivo para ganhar a partida". De acordo com ele, "os dois times vão se matar em campo".

"Se perdermos essa partida, perdemos tudo. Por isso, estamos prontos e esperamos ganhar o jogo", declarou.

Ficha técnica

Espanha x Honduras

Espanha: Casillas, Sergio Ramos, Puyol, Piqué, Capdevila, Busquets, Xabi Alonso

Xavi, David Silva, David Villa, Fernando Torres, Técnico: Vicente del Bosque

HONDURAS: Valladares, Mendoza, Chavez, Figueroa, Izaguirre, Palacios, Guevara

Álvarez, Núñez, Espinoza, Pavón, Técnico: Reinaldo Rueda

Juiz: Yuichi Nishimura (JAP)

Local: Ellis Park, em Johannesburgo

Horário: 15h30 Transmissão: Globo, Band, SporTV, ESPN Brasil e BandSports

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.