Especialistas só temem confusão em campo

A utilização de mais dois árbitros divide opiniões. Paulo César Oliveira, do quadro da Fifa e nota 10 em recente prova teórica aplicada pela CBF, se anima com os testes. ''''É uma medida interessante'''', comentou. ''''Mas é preciso definir melhor o que cada um vai fazer. Se houver divisão bem definida das funções, tem tudo para dar certo.''''Oliveira alerta que há risco de divisão do comando do jogo. ''''Quando penso em mais dois árbitros, isso quer dizer três autoridades em campo ao mesmo tempo'''', explicou. ''''Por isso é preciso resolver bem. Será preciso muito treino.''''O comentarista Arnaldo Cezar Coelho, ex-árbitro, não pensa como Oliveira e critica a proposta. ''''Onde eles vão ficar? Atrás do gol? Do lado área? Dentro do campo? Isso pode causar duplicidade de comando, o que nunca é bom'''', argumentou. ''''Hoje, o árbitro já delega algumas decisões ao auxiliar. O Zidane foi expulso na final da Copa pelo quarto árbitro. Agora, vai ter mais gente opinando.''''De acordo com Arnaldo, o fato de haver mais gente apitando o jogo pode provocar mais interrupções e discussões. ''''O futebol é um jogo dinâmico, que não pode parar a cada lance polêmico. Senão, vira futebol americano.'''' O ex-juiz, porém, também vê lado bom. ''''Vai ter mais gente cuidando do que acontece na área. Esse lance entre o Valdivia e o Gavilán, por exemplo, poderia ter sido mais bem controlado. É como aquelas placas de ''''sorria, você está sendo filmado''''. Quando o jogador sabe que está sendo observado, se comporta melhor. Vamos ver se dá certo.''''Marcos Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF), se preocupa com o aumento de custos que a medida trará. ''''Não sei se teremos dinheiro para pagar todo mundo.''''O QUE ELES DIZEMArnaldo Cezar CoelhoEx-árbitro''''Isso pode causar duplicidade de comando, o que nunca é bom''''Paulo César OliveiraJuiz''''Achei uma medida interessante, mas vai ser preciso muito treino''''

Martín Fernandez, O Estadao de S.Paulo

10 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.