Esperança e cautela cercam a recuperação de Nenê

Comunicado da assessoria do jogador informa que é benigno tumor retirado do testículo na segunda-feira. Mas o técnico do Denver Nuggets afirma que só vai comemorar quando receber as análises definitivas

O Estadao de S.Paulo

18 de janeiro de 2008 | 00h00

Otimismo e cautela continuam a cercar o caso de Nenê. Nota oficial da assessoria de imprensa do astro da NBA diz que é benigno o tumor que lhe foi extraído de um testículo na segunda-feira à noite. A família comemorou (veja abaixo). Mas, no fim da tarde, o Denver e algumas pessoas próximas ao jogador preferiram manter reserva, sob a alegação de que os exames são inconclusivos. Nenê já saiu do hospital, está em casa e logo inicia a segunda fase do pós-operatório.No início da tarde, a assessoria de imprensa informou por meio de nota que "a junta médica que cuida da saúde do atleta Nenê - submetido a uma cirurgia para extração de um tumor, na última segunda-feira, dia 14, na cidade de Denver (Colorado / EUA) -, divulgou há pouco os resultados da biópsia. De acordo com os relatórios apresentados pelos médicos, os exames apontaram que o tumor é benigno." O comunicado também informava que na seqüência seriam divulgadas informações mais completas sobre o caso.A notícia chegou a Denver, com fuso horário de quatro horas a menos do que Brasília, pela manhã. Pessoas que tiveram contato com o técnico George Karl informavam que ele voltava a recuperar esperança de contar com Nenê ainda nesta temporada, embora tenha afirmado que a data da volta ao trabalho seria definida pelo próprio jogador. Com tal prognóstico, a perspectiva de o brasileiro defender a seleção no Pré-Olímpico mundial, marcado para junho, na Grécia, era das mais otimistas. O basquete masculino do Brasil não vai a Olimpíada desde 1996 e ainda tenta vaga para os Jogos de Pequim. Nenê era tido como peça decisiva nessa tentativa, mesmo sem se saber quem será o técnico da seleção.O panorama mudou um pouco durante a tarde. Antes de comandar as atividades rotineiras do Denver, o treinador Karl mostrou posição bem mais moderada em relação ao seu jogador. "Não tenho dúvida de que há uma energia positiva, mas não vou interpretar ou analisar nada até que tenhamos todas as informações", disse. O técnico enfatizou que saberá mais a respeito da recuperação no começo da semana. "Não vou fazer as vezes de médico até que tenha muito mais informações do que as que disponho agora."O cirurgião que operou o jogador em Denver, o brasileiro Fernando Kim, ainda não se manifestou oficialmente sobre a situação. À imprensa da cidade americana, apenas divulgou a informação de que foi localizada incidentalmente uma massa no testículo direito, "extirpada cirurgicamente." Houve gente ligada a Nenê, porém, que considerou "irresponsabilidade" a nota oficial antes dos exames decisivos. SOLIDARIEDADEEnquanto a situação não é esclarecida, Nenê continua a receber o apoio da família e dos companheiros de time. O jogador Marcus Camby, um dos melhores e mais experientes do Denver Nuggets, lhe fez uma visita. Disse considerar importante que o colega perceba em um momento tão delicado que pode contar com o apoio de todos os companheiros.Camby também foi cauteloso ao falar a respeito do tumor. "Nós (do time do Nuggets) esperamos que sim, por ele, como colega de trabalho, como amigo e como irmão."VALÉRIA ZUKERAN, COM AGÊNCIAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.