'Espero mostrar todo o meu talento', diz craque

Um rugir de 40 mil vozes estremeceu o Morumbi assim que Paulo Henrique Ganso pisou no gramado do Morumbi e correu por um túnel de crianças com balões nas cores do São Paulo. Ainda tomando dimensão da importância que sua chegada tem para os torcedores, o meia deu uma volta olímpica e acenou para seus novos fãs. Antes, encarou uma sala de imprensa abarrotada por jornalistas que queriam ouvi-lo pela primeira vez desde que protagonizou a transferência mais cara da história entre clubes do País.

O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2012 | 03h04

Quem esperava um Ganso arisco e destilando mágoas após sofrer com a resistência do Santos em negociá-lo se equivocou. Ele se livrou das questões mais espinhosas e preferiu exaltar o novo clube a criticar o antecessor. "Minha vontade foi determinante porque o São Paulo é um clube de altíssimo nível do futebol mundial e sempre demonstrou interesse no meu futebol. Na primeira conversa ficou óbvio que queria defender o clube. Ouvi algumas coisas do lado do Santos, mas tentei não prestar atenção em nada. Sempre tentei ter um bom relacionamento com o Luis Alvaro. Espero poder sentar com ele e conversarmos mais para frente", esquivou-se.

Se a festa não se equiparou em termos de grandeza à preparada para o retorno de Luis Fabiano, não faltou esforço para recepcionar o jogador em grande estilo e o resultado foi ótimo. Com direito a telões para transmissão da entrevista coletiva e o diretor de marketing Júlio Casares fazendo as vezes de animador de auditório, o espetáculo deixou claro o significado da chegada do meia ao Morumbi. "Obrigado ao torcedor por essa recepção, espero mostrar todo o meu talento e assim fazer a alegria de vocês", falou, uniformizado, para enlouquecer os são-paulinos.

Luis Fabiano é baixa. O atacante está com estiramento leve na coxa direita e ficará pelo menos 15 dias fora de combate. Ele deve voltar apenas contra o Palmeiras, no dia 6 de outubro. /F.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.