Nathan Denette/AFP
Nathan Denette/AFP

Mulher de Thiago Braz derruba o sarrafo cinco vezes e fracassa no Pan

Ana Paula, de 19 anos, não era favorita a ganhar medalha

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2015 | 14h28

Um dia depois de Thiago Braz decepcionar no salto com vara dos Jogos Pan-Americanos, nesta quarta-feira foi a vez de sua mulher, Ana Paula de Oliveira, falhar em Toronto. A atleta, de apenas 19 anos, derrubou o sarrafo cinco vezes na prova de salto em altura e terminou apenas na 11.ª colocação. Diferentemente de Thiago, que foi ao Pan como grande esperança de medalhas do Brasil, favorito ao ouro depois de bater o recorde sul-americano, Ana Paula não era exatamente favorita, mas candidata a surpreender. Afinal, é a atual campeã da América do Sul e recordista juvenil.

Em Toronto, entretanto, Ana Paula precisou de três saltos para passar 1,80m e falhou nas três tentativas de 1,85m. Ela tem 1,86m como melhor marca e saiu frustradíssima da prova, jogando o sarrafo longe no último erro. A outra brasileira desta disputa, Mônica de Freitas, de 31 anos, parou em 1,75m e terminou na 14.ª e penúltima colocação. A veterana tem 1,87m como melhor marca.

O ouro foi para Levern Spencer, de Santa Lucia, que passou 1,94m e assumiu o décimo lugar do ranking mundial. O único pódio da manhã, aliás, foi todo caribenho: Priscilla Frederick, de Antigua e Barbuda, ficou com a prata, enquanto Akela Jones, de Barbados, terminou em terceiro. A favorita Jeanelle Scheper, de 20 anos, também de Santa Lucia, fechou a prova em quinto lugar.

OUTRAS PROVAS

Nos 400 metros rasos, Hugo Balduíno foi o quarto mais rápido da sua bateria eliminatória, com 46s26, e avançou à final, que será na quinta-feira. A CBAt havia anunciado que Hederson Estefani também correria a prova, mas ele sequer foi inscrito. Acabou preferindo os 400m com barreira, prova na qual já tem índice olímpico. Hederson correu a terceira bateria e, com 51s06, terminou em terceiro na série, mas ficou fora da final. Mahau Sugumati avançou com 50s29, mesmo em quarto na bateria. O índice olímpico é 49s40.

Na prova feminina de 400m, Geisa Coutinho foi a segunda colocada na primeira série semifinal e se classificou para a final, também na quinta-feira. Joelma das Neves sofreu uma lesão muscular e não completou. Ela saiu da pista de cadeira de rodas. Já nos 800m o único brasileiro na final de quinta-feira será Cleiton Abrão, terceiro na segunda bateria, com 1min49s32. Lutimar Paes ficou fora por pouco, com 1min49s76, no quinto lugar da primeira série. Quarto colocado no Mundial Júnior, Thiago André não foi convocado para essa prova e vai correr apenas os 1.500m.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.