Heino Kalis/Reuters - 20/4/2011
Heino Kalis/Reuters - 20/4/2011

Esquenta clima para o superclássico

Em meio à troca de farpas entre seus treinadores, Real Madrid e Barcelona fazem nesta quarta o primeiro jogo da semifinal

, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2011 | 00h00

MADRI - Real Madrid e Barcelona fazem nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília, com transmissão da rádio Estadão ESPN), no Santiago Bernabéu, o primeiro jogo do confronto mais esperado entre os dois gigantes espanhóis da temporada: a semifinal da Liga dos Campeões. Embora seja considerado o melhor time do mundo na atualidade, o Barça tenta passar o favoritismo para o outro lado depois dos dois primeiros episódios da maratona de Superclássicos (empate em 0 a 0 pelo Campeonato Espanhol e vitória por 1 a 0 do Real na decisão da Copa do Rei), que termina na próxima semana com a definição do finalista espanhol da competição.

"O Real Madrid chega com todos os seus principais jogadores e nós mais desfalcados. Eles estão num momento melhor da temporada", afirma Josep Guardiola, técnico do Barcelona, praticamente confirmando a ausência de Iniesta, que sofreu uma contratura muscular.

Os ânimos das duas equipes estão exaltados. E o controle emocional começa a ser perdido justamente pelos comandantes. Depois de José Mourinho dizer que Guardiola "reclama até dos acertos dos árbitros", o técnico do Barcelona respondeu com firmeza e irritação ao treinador do Real Madrid. "Ele pode continuar lendo os amigos de Florentino Pérez (presidente do Real) ou quem quiser. O que falei, e gerou esse maravilhoso comentário do técnico do Real, não foi nada do que passaram para ele", disse Guardiola. "Ele pode acreditar em mim ou no que lê. Certamente, tem mais interesse em acreditar no que lê."

Guardiola já havia reclamado do gramado mais alto do Santiago Bernabéu e agora trava uma briga particular com o técnico do Real. "Na sala de imprensa, ele (Mourinho) é um baita chefe, o que mais sabe no mundo e não quero competir", alfinetou o catalão. "Nos enfrentaremos no campo. Eu lhe dou de presente sua Liga dos Campeões particular, a que ele joga fora do campo. Na outra, jogaremos. Ganharemos ou perderemos, mas estamos muito orgulhosos do que fazemos. Nos falaremos no gramado, onde sempre tenho interesse em aprender com ele. Fora das quatro linhas, no entanto, não desejo seguir a cartilha de José Mourinho."

Polêmicas à parte, ambos os treinadores têm problemas para escalar suas equipes. Além de Iniesta, Guardiola tem problemas também na lateral-esquerda. Sem Adriano, que sofreu um problema muscular na final da Copa do Rey, o técnico também perdeu Maxwell, com pubalgia. Abidal, outra opção para a posição, está afastado há mais tempo por causa de uma cirurgia para extrair tumor no fígado.

O jeito vai ser improvisar ou confiar no jovem Thiago Alcântara, filho espanhol do brasileiro Mazinho, tetracampeão em 1994. O problema é que o jovem de 20 anos ainda não tem experiência na equipe principal e não se sabe como lidaria com a pressão de estrear logo no maior clássico da Espanha.

O maior problema de José Mourinho é a ausência de Khedira, também com lesão muscular. O volante alemão deve dar lugar a Lassana Diarra. Raul Albiol também será titular contra o Barcelona, já que o zagueiro Ricardo Carvalho está suspenso.

Os treinadores imaginam que suas principais estrelas estarão, mais uma vez, muito marcadas no Santiago Bernabéu. Por isso, conhecidos coadjuvantes podem ser decisivos. O Real Madrid conta com a boa fase do centroavante Adebayor, que marcou dois gols contra o Tottenham nos confrontos das quartas de final. Já o Barcelona espera pela recuperação de David Villa, autor de apenas três gols na competição.

Do avião ao campo. Kaká passou mais de dez horas em um avião no trajeto entre São Paulo, onde viu a recém-nascida Isabella, e Madri. Quatro horas depois de chegar, estava no treino para o clássico.

Veja também:

som ESTADÃO ESPN - Paulo Calçade: Real Madrid tem time fisicamente melhor

video ESPN -  Mourinho pede para Barça 'ser honesto' e não forçar cartões

video ESPN - Há nove anos, Real levava a melhor sobre o Barça na semi da Liga

linkRivalidade entre Barcelona e Real preocupa Del Bosque 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.