Esqui cross é a novidade em Vancouver; veja as modalidades

O esqui cross é a única novidade no programa dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver, que começam na sexta-feira e vão até o próximo dia 28. A inclusão da prova foi aprovada em 28 de novembro de 2006, durante reunião da Comissão Executiva do Comitê Olímpico Internacional (COI) no Kuwait.

EFE

12 de fevereiro de 2010 | 09h39

Veja também:

lista VANCOUVER 2010 - Leia tudo sobre o evento

O esqui cross é uma modalidade do esqui parecida com o snowboard, na qual os atletas correm em grupos por um percurso que inclui rampas e desníveis. Até agora o programa de esqui artístico ou de estilo livre só incluía as provas aéreas e mogul (pequenos saltos).

No mesmo dia, o COI rejeitou a inclusão da prova de saltos no esqui nórdico feminino, assim como a modalidade por equipes de esqui alpino, o curling individual e o luge (trenó) por equipes. O salto no esqui nórdico e o combinado nórdico (saltos e esqui de fundo) são as duas únicas modalidades olímpicas de inverno que não têm participação feminina.

Segundo o COI, a competição feminina de saltos ainda não está plenamente estabelecida em número de atletas e de países envolvidos. O organismo dá como exemplo o fato de que o primeiro Mundial só aconteceu ano passado. A inclusão dos saltos femininos no esqui nórdico foi solicitada pela equipe canadense, anfitriã dos Jogos. As modalidades disputadas em Vancouver serão as seguintes:.

BIATLO

Combinação de esqui de fundo e tiro que entrou no programa olímpico em 1960. Vence quem terminar a prova mais rápido. Serão dez provas em 2010, repetindo o que aconteceu quatro anos atrás, em Turim.

Masculino: revezamento 4 x 7,5 km, sprint 10 km, perseguição 12,5 km, largada coletiva 15 km e individual 20 km.

Feminino: revezamento 4 x 6 km, sprint 7,5 km, perseguição 10 km, largada coletiva 12,5 km e individual 15 km.

BOBSLED

Os trenós, em forma de bala, descem numa pista de gelo. Os tripulantes empurram na largada e sobem nele antes da descida. Quem senta à frente é o piloto, que tem de guiar o veículo em alta velocidade nas curvas. É disputado por duplas ou quartetos. Vence quem descer mais rápido.

Masculino: duplas e quartetos.

Feminino: duplas.

COMBINADO NÓRDICO

Mistura de salto com esqui e cross-country na neve, soma os resultados de ambos e é disputado apenas por homens. Primeiro é realizado o salto, e depois os competidores fazem um percurso para ver quem chega primeiro.

Masculino: individual, equipes e velocidade.

CURLING

Esporte parecido com a bocha, consiste em conduzir um disco o mais próximo de um alvo no fim de uma pista de gelo - para isso, dois membros da equipe (de quatro pessoas) "varrem" o caminho para que o objeto chegue lá. Quem fizer mais pontos leva. São dez países que se enfrentam no formato todos contra todos. Os melhores avançam às semifinais.

Masculino e feminino: equipes.

ESQUI ALPINO

Considerado o principal esporte dos Jogos de Inverno, possui cinco provas: downhill, slalom, slalom gigante, slalom super gigante e super combinado (downhill e slalom), variando de acordo com a inclinação e tamanho do percurso.

Masculino: downhill, slalom, slalom gigante, slalom super gigante e super combinado.

Feminino: downhill, slalom, slalom gigante, slalom super gigante e super combinado.

ESQUI ESTILO LIVRE

Esporte no qual os participantes precisam fazer o percurso o mais rápido possível, mas utilizando-se de acrobacias criativas para impressionar os juízes. São três modalidades: aérea (salto), mogul (pequenos saltos) e cross (descida com obstáculos).

Masculino: aérea, mogul e cross.

Feminino: aérea, mogul e cross.

ESQUI DE FUNDO

Também chamado de esqui cross-country, é uma maratona sobre a neve, com uso dos esquis e das varas que os esquiadores carregam nas mãos. Dividido em estilo clássico e estilo livre.

Masculino: combinado 30 km (15 km estilo clássico e 15 km estilo livre), sprint individual estilo clássico,  sprint por equipes estilo livre, revezamento 4x10 km clássico/livre, individual 15 km estilo livre e 50 km largada coletiva estilo clássico.

Feminino: combinado 15 km (7,5 km estilo clássico e 7,5 km estilo livre), sprint individual estilo clássico, sprint por equipes estilo livre, revezamento 4x5 km clássico/livre, 10 km individual estilo livre e 30 km largada coletiva estilo clássico.

HÓQUEI NO GELO

A dinâmica é parecida com o futebol, mas os tacos substituem os pés, e o disco toma o lugar da bola. No entanto, quem marcar mais gols segue como vencedor. O torneio de hóquei no gelo de Vancouver terá 12 equipes masculinas e 8 femininas.

LUGE

O luge (trenó) é parecido com o bobsled, sendo que o veículo é mais leve e os competidores descem de costas. O equilíbrio é tanto que milésimos podem definir um vencedor.

Masculino e feminino: simples e duplas.

PATINAÇÃO ARTÍSTICA

Sempre presente no programa olímpico, a prova consiste em apresentações avaliadas por uma banca de nove juízes. Quem receber a maior nota leva.

Masculino e feminino: individual, pares e dança no gelo.

PATINAÇÃO DE VELOCIDADE

Disputada em uma pista oval de gelo de 400m, os países se apresentam em pares, cada um correndo numa faixa separada. O tempo total é o que conta. A velocidade passa de 60 km/h. Há também disputas de revezamento, com três por equipe.

Masculino: 500 m, 1.000 m, 1.500 m, 5.000 m, 10.000 m e perseguição por equipes.

Feminino: 500 m, 1.000 m, 1.500 m, 3.000 m, 5.000 m e perseguição por equipes.

PATINAÇÃO DE VELOCIDADE EM PISTA CURTA

Está no programa dos Jogos de Inverno desde a primeira edição. Os participantes correm numa pista oval de 111,12m e tentam dar a volta mais rápida em cada bateria, entre si. Os melhores avançam até a final. Nas provas por equipes, um patinador pode dar o bastão a outro a qualquer momento.

Masculino: 500 m, 1.000 m, 1.500 m e revezamento 5.000 m.

Feminino: 500 m, 1.000 m, 1.500 m e revezamento 3.000 m.

SALTOS

Olímpicos desde 1924, os saltos são disputados atualmente em três modalidades: trampolim de 90 metros ou normal, trampolim de 120 m ou longo e uma prova por equipes de quatro concorrentes, também no de 120 m. Apenas homens participam. A pontuação vem através do estilo e da distância atingida, e cada saltador tem duas tentativas. A soma de ambas as pontuações é a que conta.

Masculino: trampolim de 90 m individual, trampolim de 120 m e saltos por equipe.

SKELETON

Estreou no calendário olímpico nos Jogos de Salt Lake City, em 2002. É uma modalidade de trenó muito parecida com o luge, mas o participante deitado de barriga para baixo e movimenta o veículo com os ombros.

Masculino e feminino: individual.

SNOWBOARD

Lançado no programa olímpico nos Jogos de 1998, em Nagano, mistura diversas técnicas. São três modalidades: slalom gigante, similar à prova do esqui; halfpipe, em que vence quem for melhor nas manobras numa pista em forma de "U"; e o cross, com baterias em um determinado percurso.

Masculino: halfpipe, slaom gigante e cross.

Feminino: halfpipe, slalom gigante e cross.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.