Damir Sagolj/Reuters
Damir Sagolj/Reuters

Esquiva comemora feito histórico e mira ouro no boxe

Pugilista vai enfrentar o japonês Ryota Morata na 1.ª final de um brasileiro no esporte em Olimpíada

AE, Agência Estado

10 de agosto de 2012 | 12h10

LONDRES - Esquiva Falcão garantiu nesta sexta-feira o melhor desempenho do boxe brasileiro na história da Olimpíada ao se classificar para a final da categoria até 75kg dos Jogos de Londres com a vitória sobre o britânico Anthony Ogogo, mas ainda quer mais. Empolgado com o seu feito, agora ele mira a medalha de ouro diante do japonês Ryota Morata, em combate que será realizado no sábado.

"Agora eu quero o lugar mais alto do pódio", disse Esquiva. "Entrei para a história, mas quero de novo, com a medalha de ouro e estou confiante", completou o brasileiro, que também destacou o crescimento do boxe do País, que já havia faturado um bronze com Adriana Araújo e também tem garantida uma medalha com Yamaguchi Falcão, que está classificado para as semifinais da categoria até 81kg.

"Estou muito feliz não só por mim, mas pelo boxe brasileiro. Quem venceu foram todos. A felicidade é enorme", disse. "O boxe brasileiro não deve nada ao boxe de qualquer outro país. Está igual aos outros", completou Esquiva, que acompanhará ainda nesta sexta-feira a luta do irmão Yamaguchi contra o russo Egor Mekhontcev. "Meu irmão vai lutar hoje, vou tomar banho, voltar e gritar por ele", comentou.

Esquiva minimizou a torcida contra na sua luta e garantiu não ter se intimidado por ter enfrentado um boxeador britânico. "No esporte tem sempre um ganhando e um perdendo. Estava na casa deles, mas sempre tem um brasileiro torcendo. Tinha vários brasileiros gritando e torcendo por mim. Essa energia foi muito importante", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.