Estados Unidos disputam prova de atletismo em Cuba

Delegação será formada por oito atletas e cinco dirigentes; EUA não competia em território cubano desde 1992

EFE,

28 de maio de 2009 | 17h35

Uma delegação de atletismo dos Estados Unidos competirá em Cuba neste fim de semana, pela primeira vez desde 1992, em meio às conversas entre os dois países para retomar o intercâmbio na modalidade.

 

O grupo, de oito atletas e cinco dirigentes, é liderado pelo diretor executivo da federação americana de atletismo, Douglas Logan.

 

"Para nós é especial voltar outra vez a Cuba, que nós consideramos ser um dos principais países com que devemos realizar trocas", comentou Logan em entrevista coletiva diretamente de Havana.

 

O dirigente, de origem cubana e que assumiu o cargo em agosto, disse que a federação americana tem a "obrigação" de restabelecer contatos com as federações do Caribe.

 

Na quarta-feira Logan iniciou conversas com as autoridades esportivas da ilha para organizar intercâmbios bilaterais sistemáticos - projeto que deve ser feito anualmente com a Jamaica.

 

"Sabemos que temos alguns problemas devem ser solucionados", comentou Logan em referência às dificuldades atuais para conseguir vistos entre os dois países.

 

No entanto, ele comentou que esses problemas podem ser solucionados, e que a chegada de Barack Obama à Presidência "é uma oportunidade nova" de conseguir avanços.

 

"Esperamos que, a partir de 2010, comecemos uma troca que será importante para os dois povos", afirmou.

 

Já o comissário cubano de atletismo, Esteban Brice, ressaltou que o primeiro passo foi receber a delegação americana com a "alegria, seriedade e responsabilidade" que caracteriza as autoridades e o esporte.

 

As competições acontecem amanhã e sábado no estádio pan-americano de Havana e contarão com atletas de 15 países, entre eles o Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
AtletismoEstados UnidosCuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.