Estilo de jogo são-paulino volta a ser alvo de críticas

Bastou a equipe emperrar, leia-se parar de vencer, para o São Paulo começar a receber críticas. As mais fortes são sobre o esquema de jogo de Muricy Ramalho. O técnico insiste em pedir para o time levantar bolas na área. Suas principais jogadas são, há três anos, as cobranças de falta próximas da área e os escanteios. E os são-paulinos estão incomodados com os primeiros questionamentos de 2009 - foram quatro derrotas e uma vitória em seis jogos. "Faz três anos que a gente joga a mesma coisa e ganha", ironiza Muricy. "Ou somos muito bons ou os outros times ainda não descobriram. Se continuar assim, está bom." O problema é que não continua. As derrotas são um indício de que a fórmula está ficando gasta."Incomoda isso de as pessoas falarem que o futebol do nosso time é previsível", reconhece o volante Zé Luis. "Se a gente tem uma equipe que não agrada, mas vence, não importa", diz. "É complicada essa coisa de dizerem que a equipe é pragmática. Se a gente ganha assim, fazer o quê?"Todos no Morumbi acreditam que o time reencontrará o caminho das vitórias. "Chateiam um pouco as críticas. Mas a gente tem de continuar trabalhando", diz o volante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.