AP
AP

Estudo diz que Boston pode impulsionar US$5 bilhões com Olimpíada

Todo o leste de Massachusetts também seria beneficiado

Scott Malone, REUTERS

18 Março 2015 | 11h28

Sediar os Jogos Olímpicos de 2024 pode impulsionar a economia de Boston e do leste de Massachusetts, atraindo cerca de 5 bilhões de dólares em novos investimentos na região, de acordo com estudo da Universidade de Massachusetts divulgado pelo Boston Globe nesta quarta-feira.

Os Jogos iriam gerar cerca de 2,1 bilhões de dólares em gastos com construções no Estado e 2,9 bilhões de dólares em recursos relacionados às operações, de acordo com o Instituto Donahue, centro de pesquisas da universidade.

A candidatura de Boston para sediar os Jogos Olímpicos tem sido vista com ceticismo, com uma oposição organizada argumentando que os contribuintes de Massachusetts serão responsáveis por grande parte dos custos do evento.

O prefeito de Boston, Marty Walsh, prometeu que o custo aproximado de 9,5 bilhões de dólares seria coberto por investimentos privados, sem dinheiro dos contribuintes.

O chefe-executivo do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, Scott Blackmun, disse na semana passada que estava desapontado com a reação ruim, mas prevê que o entusiasmo para os Jogos vai crescer até 2017, quando o Comitê Olímpico Internacional escolherá a cidade sede.

Boston foi escolhida a candidata dos EUA em janeiro, ganhando de Los Angeles, San Francisco e Washington D.C. na disputa interna para concorrer os Jogos de 2024. A cidade vai competir com Roma, Paris, Berlim e Doha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.