Etapa da Volta da França é interrompida por gás lacrimogêneo

Policiais reprimiam manifestação de agricultores em trecho de estrada próximo aos ciclistas

AFP

24 de julho de 2018 | 09h20

A 16ª etapa da Volta da França foi paralisada por 10 minutos, nesta terça-feira, 24, 26 quilômetros depois da partida em Carcassone, devido ao lançamento de gás lacrimogêneo perto do pelotão - segundo os organizadores.

+ Nielsen vence 15ª etapa da Volta da França e dá 2º triunfo seguido à Astana

+ Espanhol Omar Fraile vence 14ª etapa da Volta da França; Thomas segue na ponta

Os jatos de gás foram usados pela Polícia contra uma manifestação de agricultores, que protestavam contra a redução de alguns subsídios para o setor.

Fardos de palha foram colocados na estrada e, em sua intervenção para liberar a via e dispersar os manifestantes, os policiais recorreram ao gás lacrimogêneo. A medida afetou vários corredores.

A direção da corrida decidiu neutralizar a etapa momentaneamente para que os ciclistas fossem tratados. Nas imagens de televisão, via-se médicos do Tour de France distribuindo cápsulas de colírio para os esportistas.

A nova saída aconteceu às 7h33 (horário de Brasília), atrás do carro da direção de corrida. Rapidamente, na sequência, deu-se uma nova partida real às 10h36 GMT.

Nesta 16ª etapa, são 218 quilômetros entre Carcassone e Bagnères-de-Luchon.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.