Etapa de Brasília tem estreia de Kanaan

Corrida é a penúltima da temporada e terá como principal atração a presença do piloto da Fórmula Indy

VALÉRIA ZUKERAN, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h08

Tony Kanaan será a principal atração da etapa de Brasília da temporada da Stock Car. O piloto da Fórmula Indy faz sua estreia na categoria em corrida que começa às 9h30. O baiano vai defender a equipe Bassani, ao lado de Luciano Burti. Quem também estará na pista é Rubens Barrichello, que fará sua segunda corrida na categoria e ainda não decidiu sua situação para a temporada de 2013.

Em Brasília, o objetivo de Tony não será resultado, mas ganhar experiência suficiente para participar de maneira competitiva da última corrida da temporada, a Prova do Milhão, no dia 9 de dezembro, em Interlagos. O entrosamento com os integrantes da nova equipe será a principal vantagem. "Eu conheço os Bassani, o Luca e o Edu, desde que eu tinha a idade de meu filho (Leonardo, de cinco anos). Foi legal visitar a oficina com meu menino e contar que conheci o Edu quando tinha o tamanho dele."

Fora o entrosamento com a chefia, todo o resto está contra Tony. A princípio, a disputa em circuito oval poderia ser uma vantagem. "Mas os ovais da Indy têm provas disputadas no sentido anti-horário e o de Brasília será o contrário."

Uma preocupação para ele é a principal diferença entre a Indy e a Stock: a área de visão. Em carros monopostos é possível ver os pneus na pista, o que não acontece em veículos de turismo, como os da Stock Car. "Quando liguei para o Rubinho, perguntei: "Dá para ver alguma coisa?". Ele disse que não", relata Tony. Ao menos o piloto teve direito a um dia a mais de treinos em Brasília, o que permitiu a ele conhecer melhor o carro.

Tony não esconde que a Stock está em seus planos futuros, mas, por enquanto, o certo é que vai continuar na Equipe KV da Indy. "Tenho algumas coisas pendentes nos Estados Unidos, em especial as 500 Milhas de Indianápolis. Se eu ganhar no ano que vem, a possibilidade de voltar aumenta, pois meu filho está morando aqui."

Outro motivo para Tony participar da Stock é a gratidão a um de seus patrocinadores. Tony lembra que em 2010 correu sério risco de ficar fora da temporada da Indy por causa da saída de uma empresa na última hora. "Precisava de ajuda para comprar uma vaga e os donos da Cervejaria Petrópolis foram os primeiros a me estender a mão."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.