Alberto Estévez/EFE
Alberto Estévez/EFE

Etiene, Guido e João de Lucca avançam às semifinais em Kazan

Sem brilhar, Brasil cumpre seu papel no Mundial de Natação

Estadão Conteúdo

03 Agosto 2015 | 08h33

Depois de um primeiro dia decepcionante, o Brasil cumpriu seu papel, mas não brilhou nas eliminatórias desta segunda-feira no Mundial de Natação. Etiene Medeiros, Guilherme Guido e João de Lucca avançaram às semifinais das suas principais provas em Kazan (Rússia), mas ficaram aquém do melhor que podem fazer.

Guido, por exemplo, é o quarto do ranking mundial dos 100m costas graças a seu ótimo desempenho nos Jogos Pan-Americanos, mas fez apenas o sexto tempo das eliminatórias. O brasileiro marcou 53s57, mas ficou a mais de um segundo do australiano Mitchell Larkin, que nadou a distância em 52s50, melhor tempo do ano.

Na prova feminina, Etiene Medeiros foi a 10.ª mais rápida, com 1min00s33, e avançou à semifinal dos 100m costas. Katinka Hosszu passou à semifinal com o melhor tempo, mas priorizará a final dos 200m medley, que será logo na sequência, à noite (de Kazan).

Nos 200m livre, João de Lucca ficou longe da marca que faz dele o nono do recorde mundial, mas pelo menos está na semifinal, com o 14.º tempo: 1min47s47. Nicolas Oliveira decepcionou e está eliminado da prova em que é especialista. Foi só o 22.º das eliminatórias, com o tempo de 1min48s23. Tivesse repetido seu melhor resultado do ano, estaria na semifinal.

Por fim, Jhennifer Conceição, jovem revelação de 18 anos, estreou em Mundiais com apenas o 36.º tempo dos 100m peito: 1min10s14. Assim como os demais, ficou longe do que fez no Pan: 1min08s75. Esse tempo, porém, também não seria suficiente para levá-la à semifinal.

FINAIS

A sessão noturna, a partir das 11h32 de Brasília, terá as finais dos 100m peito masculino (sem as presenças de Felipe França e Felipe Lima), dos 100m borboleta (sem Daynara de Paula, também), dos 50m borboleta (com Cesar Cielo e Nicholas Oliveira) e dos 200m medley (sem Joanna Maranhão). Entre uma prova e outra, as semifinais das provas realizadas pela manhã.

Mais conteúdo sobre:
nataçãoMundial de Natação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.