Timothy A Clary/ AFP
Timothy A Clary/ AFP

Etiene garante 1º ouro da natação feminina em Jogos Pan-Americanos

Medeiros era criticada por ser especialista em prova não-olímpica

PAULO FAVERO, Enviado Especial a Toronto, Estadão Conteúdo

17 de julho de 2015 | 20h37

Primeira brasileira a conquistar medalha de ouro em Mundiais de Natação (em piscina curta), Etiene Medeiros voltou a colocar seu nome na história do esporte nacional. Nesta sexta-feira, em Toronto, ela passou a ser também a primeira atleta nadadora do Brasil a conquistar medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, nos 100m costas. Nesta noite, ela ainda pode ir ao pódio nos 50m livre.

"A natação feminina está bem forte. Esse foi o primeiro e espero que venham outros. Estou muito realizada. Isso é fruto de um trabalho duro. Acho que nadar em 59s é uma boa marca no nível mundial", disse Etiene, saindo da piscina no Centro Aquático.

O ouro é uma resposta de Etiene àqueles que a criticavam pelo fato de ter seus melhores resultados em uma prova que não é olímpica - os 50m costas. Além disso, o título mundial veio numa competição em piscina de 25 metros, e não de 50 metros, utilizadas em Jogos Olímpicos e Pan-Americanos. Agora, não deixa dúvidas do seu potencial visando a próxima Olimpíada, no Rio.

A vitória desta sexta-feira veio com o tempo de 59s61, novo recorde sul-americano da prova. Assim, ela se tornou a primeira brasileira em todos os tempos a nadar a prova abaixo de um minuto. O antigo recorde pertencia a Fabíola Molina e havia sido feito em 2009, quando ainda era permitido o uso de maiôs tecnológicos.

Além disso, a marca feita por Etiene nesta sexta-feira faz dela a sexta colocada do ranking mundial dos 100m costas e forte candidata a fazer uma final no Campeonato Mundial de Kazan (Rússia), daqui a duas semanas.

Em Toronto, a brasileira foi seguida da norte-americana Olivia Smoliga, com 1min00s06. Em terceiro chegou a também americana Clara Smiddy, com 1min00s49. Natália de Luccas nadou a final B e venceu, com 1min02s15, ficando como nona colocada geral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.