Etíope bate recorde mundial no atletismo; Fabiana Murer é bronze

Dibaba faz melhor marca nos 5 mil metros indoor em Estocolmo; brasileira falha três vezes no salto de 4,70m e termina em terceiro

Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2015 | 19h05

Genzebe Dibaba voltou a mostrar nesta quinta-feira que é o grande nome das provas de fundo no atletismo entre as mulheres. A etíope de 24 anos bateu o recorde mundial dos 5.000 metros indoor em Estocolmo (Suécia) e agora é dona da melhor marca da história em quatro provas em ginásio fechado: 1.500m, 3.000m e 2 milhas.

Um ano atrás, também em Estocolmo, Genzebe Dibaba havia quebrado o recorde mundial dos 3.000 metros. Agora, apostou na prova mais longa, de 5.000 metros, à qual ganhou com o tempo de 14min18s86. A antiga melhor marca era da também etíope Meseret Defar, que ganhou em Estocolmo em 2009 com 14min24s37.

Genzebe Dibaba é irmã mais nova de Tirunesh Dibaba, três vezes campeã olímpica e recordista dos 5.000m em prova outdoor, e da medalhista de prata olímpica Ejegayehu Dibaba. Genzebe ainda é recordista africana indoor nos 1.000m, 2.000m e 3.000m.

BRASIL

Fabiana Murer ficou com o bronze no salto com vara em Estocolmo. Líder do ranking mundial com os 4,83 metros que saltou em Nevers, há duas semanas, ela não passou de 4,60 metros na Suécia. Depois, falhou três vezes em 4,70 m. O ouro ficou com a grega Nikoléta Kiriakopoulou, que chegou a 4,76 metros e bateu seu recorde pessoal. A sueca Angelica Bengtsson, também com 4,60 metros, foi prata.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoFabiana Murer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.