Eto''o imita Zidane e acerta cabeçada em adversário

Na derrota da Inter para o Chievo por 2 a 1, artilheiro da Série A agride esloveno Cesar, mas não é expulso

, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2010 | 00h00

Em crise, depois da quarta derrota seguida, a Internazionale corre agora o risco de ficar sem um de seus principais jogadores, o atacante Eto"o, artilheiro da Série A, com nove gols. No primeiro tempo do jogo contra o Chievo, ontem em Verona, o camaronês acertou uma cabeçada no peito do esloveno Bostjan Cesar, derrubando-o. A agressão foi idêntica à do francês Zinedine Zidane no italiano Matterazzi, na final da Copa do Mundo de 2006. Só que, ao contrário do craque francês, Eto"o continuou em campo e ainda fez o gol da Inter na derrota por 2 a 1. Apesar de não levar cartão vermelho, o atacante deverá receber pesada punição, apesar de ter reagido a um golpe do adversário.

O técnico da Internazionale, o espanhol Rafa Benitez, já começa a ficar em situação delicada no clube de Milão. Mas, ao comentar o lance da agressão mútua, disse que Eto"o apenas reagiu ao receber uma provocação. "O que Eto"o fez não pode ser elogiado, mas ele levou um soco antes e recebeu uma provocação. O que aconteceu é que ele perdeu o controle", justificou o treinador, que foi prestigiado pelo presidente do clube, Massimo Moratti, depois da derrota para o Milan. Mas agora não se sabe qual será a reação do dirigente.

O curioso no lance da agressão é que o juiz, que aparentemente não viu totalmente o lance, apenas advertiu Eto"o mas a punição deverá ser severa depois que o lance for analisado em um vídeo. Eto"o deixou sua marca na rede adversária depois dos gols do Chievo marcados por Pellissier e Moscardelli.

Com a corda no pescoço, o técnico Rafa Benitez admite que a situação é delicada. "É lógico que ninguém gosta de perder. Mas a reação dos jogadores no segundo tempo, em um campo ruim, foi a reação que esperávamos", afirmou.

A Inter estacionou nos 20 pontos, nove distante do seu maior rival, o Milan, que tem 20 depois ter batido, no sábado, a Fiorentina por 1 a 0. Na vice-liderança, com 26, está a Lazio dos brasileiros Hernanes e André Dias, que ficou no empate por 1 a 1 com o Parma. Crespo e Floccari (Lazio) fizeram os gols.

Em ascensão está a Juventus, agora com 23 pontos, depois da boa vitória sobre o Genoa, no campo do adversário, por 2 a 0. Os gols foram de Eduardo (contra) e Krasic.

Também na frente da Internazionale estão a Roma (22) e o Napoli. No sábado, a Roma bateu a Udinese, no Olímpico, por 2 a 0. O Napoli, no Estádio San Paolo, goleou o Bologna por 4 a 1 e passou a somar 24 pontos. Os gols foram de Hamsik (2), Maggio e Cavani e Meggiorini descontou para o Bologna, que está mal colocado na tabela (16°, com 14 pontos) e pode ser penalizado pela federação porque foram apontadas irregularidades em suas finanças.

Na próxima rodada, o líder Milan vai visitar a Sampdoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.