EUA ameaçam banir atletas que usaram THG

A Federação de Atletismo dos Estados Unidos ameaçou com banimento os atletas descobertos usando o novo esteróide anabolizante tetrahidrogestrinona (THG), substância que melhora o desempenho ao aumentar a força muscular e a velocidade e diminuir o desgaste. Quatro atletas dos EUA tiveram resultado positivo na amostra A da urina testada, juntamente com o britânico Dwain Chambers. Os cinco esperam os resultados da amostra B, mas apenas o nome de Chambers, que não é americano, foi divulgado. O recordista europeu dos 100 m teve resultado positivo para THG em controle antidoping feito em agosto.Nos Estados Unidos, os velocistas Marion Jones e Tim Montogomery terão de depor no tribunal que investiga a companhia implicada no escândalo, a Balco, que produz suplementos alimentares e tem grandes estrelas do esporte como clientes. Entre os 40 esportistas chamados pelo tribunal, que investiga uma fraude fiscal da companhia, estão ainda a campeã mundial dos 100 e 200 metros, Kelli White, que treina com Chambers, e a estrela do beisebol Barry Bonds.A Agência Mundial Antidoping (Wada) anunciou, nesta quarta-feira, que distribuirá a todos os laboratórios do mundo o método de detecção da THG - desenvolvido pelo laboratório da Universidade da Califórnia -, após denúncia anônima de um treinador de atletismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.