EUA condenam distribuidores de anabolizantes

O Secretário de Justiça dos Estados Unidos, John Ashcroft, anunciou nesta quinta-feira a condenação do empresário Victor Conte, de seu sócio James Valente, e dos treinadores Greg Anderson e Remi Korchemmy pela distribuição da substância dopante tetrahidrogestrinona (THG), nova droga identificada em outubro passado e que causou escândalo na elite do atletismo mundial.Ashcroft apresentou 42 provas contra Conte e os demais implicados em júri federal, em São Francisco, nas quais os acusa de terem participado ativamente na distribuição de esteróides anabolizantes proibidos pela Federação Internacional de Atletismo (Iaaf), entre eles o THG, a dezenas de atletas locais.Conte e Valente, presidente e vice-presidente dos Laboratórios Balco, com sede na Califórnia, e outros acusados, devem comparecer ao tribunal nesta sexta-feira para fazer a defesa. ?Nada diminui mais nosso potencial como indivíduos e como nação do que o uso ilegal de drogas. Os esteróides são um mal para o esporte e para os atletas?, disse Ashcroft.Droga - Entre outras substâncias, os laboratórios Balco foram acusados de distribuir hormônios de crescimento humano (HGH), eritropoyetina (EPO) e modafinil. Durante a investigação não foi revelado o nome de nenhum atleta envolvido com o uso das substâncias, mas sabe-se que jogadores de beisebol, de futebol americano e do atletismo teriam recebido as drogas. O astro do beisebol norte-americano, Barry Bonds, o jogador de futebol, Bill Romanowski e os atletas Marion Jones, Tim Montgomery, Dwain Chambers, Kelli White e Chryste Gaines estão entre os suspeitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.