Koji Sasahara/AP
Koji Sasahara/AP

EUA e Ledecky se destacam no dia do Pan-Pacífico; Brasil fica fora do pódio

Norte-americana nos 1500m e revezamento 4x100 medley levam o ouro; time do Brasil termina em quarto

Estadão Conteúdo

12 Agosto 2018 | 10h05

Maior chance de medalha para o Brasil no quarto dia de competição do Pan-Pacífico de natação, disputado em Tóquio, no Japão, a equipe do revezamento 4x100 metros medley do Brasil ficou em quarto lugar na disputa. A prova foi vencida pelos Estados Unidos, com o tempo de 3min30s20. Outro destaque foi a nadadora Katie Ledecky, outra a subir ao lugar mais alto do pódio.

Mais uma vez, a norte-americana foi destaque no Pan-Pacífico. Com o tempo de 15min38s97, ela ganhou a medalha de ouro na prova de 1.500 metros, contra 16min00s08 da australiana Kiah Melverton, medalhista de prata, e 16min00s82 da também norte-americana Leah Smith, que ficou com o bronze.

Incentivados pela torcida local, os nadadores japoneses deram trabalho para os EUA e terminaram apenas 5 centésimos atrás, suficiente para garantir a medalha de prata. Em terceiro lugar ficou o time da Austrália, com o tempo de 30min30s52.

Na prova de 50 metros, Pedro Spajari ficou em sexto lugar, com o tempo de 22s30, enquanto e Marcelo Chierighini fez a prova em 22s50, que lhe rendeu a oitava posição. O norte-americano Michael Andrew foi medalhista de ouro (21s46), Caeleb Dressel, também dos EUA, ficou com a prata (21s93) e o canadense Yuri Kisil com o bronze (22s02).

No revezamento feminino do 4x100 metros medley, a Austrália terminou a prova com 3min52s74, recorde do Pan-Pacífico, e surpreendeu ao ganhar a medalha de ouro. Favorita a vencer essa disputa, a equipe dos EUA ficou com a prata, com o tempo de 3min53s21, e o Japão foi bronze, com a marca de 3min55s03.

Ídolo local, o japonês Ippei Watanabe ganhou a medalha de ouro na prova de 200 metros peito e quebrou o recorde do Pan-Pacífico com o tempo de 2min07s75. Dois australianos completaram o pódio, que teve Zach Stubblety-Cook sem segundo lugar (2min07s89) e Matthew Wilson em terceiro (2:08.22).

 

 

Mais conteúdo sobre:
natação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.