EUA ganham Mundial indoor de Lisboa

Os Estados Unidos foram os campeões do Campeonato Mundial indoor (pista coberta), disputado neste final de semana, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa (Portugal). No quadro de medalhas, após três dias de competições, os norte-americanos subiram 16 vezes no pódio, ganhando 7 medalhas de ouro, 7 de prata e 2 de bronze. A Rússia ficou em segundo lugar, com 14 medalhas (4 de ouro, 5 de prata e 5 de bronze).Pela primeira vez, o Mundial Indoor, disputado em sua oitava edição, não teve o registro de recordes. Apesar disso, a competição teve provas muito disputadas e a vitória de alguns favoritos. Os dois melhores meio-fundistas da atualidade, por exemplo, brilharam. O marroquino Hicham El Guerrouj ganhou os 3.000 m (7min37s74), enquanto a moçambicana Maria Mutola venceu os 800 m (1min59s74). Outro destaque foi o cubano Iván Pedroso, campeão olímpico do salto em distância, que conquistou o seu quinto título mundial consecutivo em pista coberta.Sem tradição em provas de pista coberta, o Brasil decepcionou. Os quatro representantes do País, Maurren Higa Maggi (60 m sobre barreiras e salto em distância), Fabiane Santos (800 m), Sanderlei Parrela (400 m) e Hudson Souza (1.500 m), não conseguiram resultados expressivos.Os outros campeões, por prova, foram: 60 m rasos - Tim Harden (EUA), 6s44, e Chandra Sturrup (Bahamas), 7s05; salto em altura - Stefan Holm (Suécia), 2,32 m; 800 m - Yuri Borzakovskiy (Rússia), 1min44s49; salto triplo - Tereza Marinova (Búlgária), 14,91 m; 1.500 m - Hasna Benhassi (Marrocos), 4min04s83; e 4 x 400 m rasos - Rússia (feminino), com 3min30s00, e Polônia (masculino), com 3min04s46.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.