EUA vencem Rússia nas duplas e mantêm chance na Davis

Os irmãos gêmeos Bob e Mike Bryan venceram Dmitry Tursunov e Mikhail Youzhny por 3 a 0 (6/3, 6/4 e 6/2) e mantiveram a equipe dos Estados Unidos viva na disputa contra a Rússia por uma vaga na final da Copa Davis. Os russos agora vencem por 2 a 1, e conquistam a classificação com uma vitória nos dois jogos de simples deste domingo: Youzhny pega Andy Roddick, e Marat Safin enfrenta James Blake. Os irmãos Bryan lideram o ranking mundial de duplas e venceram dois Grand Slam neste ano, no Aberto da Austrália e em Wimbledon. Os dois só perderam um de dez confrontos que disputaram em sua carreira na Davis. "Andy e James vieram até nós e pediram que lhes déssemos uma chance", disse Bob. Na sexta, Roddick foi superado por Marat Safin, e Blake perdeu para Youzhny. "Fizemos o nosso trabalho", completou. "Eles sacaram muito bem, e é muito duro jogar contra eles quando se está pressionado", explicou Tursunov. "Teríamos mais chance se tivéssemos conseguido levar o primeiro set para o tie-break", lamentou Youzhny, que obteve o ponto decisivo para o único título da Rússia, em 2002, na vitória contra a França. Argentina abre 2 a 0 Na outra semifinal, Jose Acasuso confirmou na manhã neste sábado a vitória sobre Lleyton Hewitt, em partida que havia sido interrompida na sexta por causa das chuvas em Buenos Aires. Acasuso vencia o quinto set por 4/0 quando a chuva interrompeu a partida. Acabou ganhando por 1/6, 6/4, 4/6, 6/2 e 6/1, num tempo total de 3 horas e 16 minutos Com a vitória, a Argentina precisa apenas de mais um triunfo no jogo de duplas, que será disputado na tarde deste sábado, com David Nalbandian e Agustín Calleri contra os australianos Wayne Arthurs e Paul Hanley. No primeiro jogo de simples, Nalbandian venceu Mark Philippoussis por 3 a 0.

Agencia Estado,

23 Setembro 2006 | 11h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.