Europeus acusam Blatter de negligência

GENEBRA

, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2011 | 00h00

A busca por mais um mandato no comando da Fifa levou Joseph Blatter a abandonar os clubes. A acusação foi feita ontem pelo ex-jogador alemão Karl-Heinz Rummenigge, atual presidente da Associação de Clubes Europeus, para quem o suíço está sendo negligente. Ele entende que Blatter está preocupado apenas em agradar aos dirigentes de federação, de olho nos seus votos, deixando os clubes de lado.

O atual presidente da Fifa tem como adversário Mohamed bin Hammam, do Catar. A eleição está marcada para 1.º de junho.

"A Fifa não está fazendo nada em prol dos clubes. Está claramente fazendo tudo em favor das federações, para convencer seus comandantes a seguir com Blatter"", disse Rummenigge à agência Associated Press. "Hoje, não há democracia na Fifa.""

O alemão está irritado porque, no congresso que definirá o próximo presidente da entidade, a Fifa também vai julgar a objeção dos clubes europeus à tentativa de restringir a contratação de jogadores estrangeiros. Blatter lidera a corrente que entende que um clube deve manter em campo no máximo cinco estrangeiros. "Já deixamos claro que não aceitamos isso"", diz Rummenigge. Os clubes defendem até nove forasteiros.

No entanto, o ex-jogador acredita que esse "abandono"" dos clubes por parte de Blatter é passageiro e acabará logo após a eleição. "Espero que ocorra uma mudança de política, pois os clubes são uma parte muito importante da família do futebol.""

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.