David Mdzinarishvili/Reuters
David Mdzinarishvili/Reuters

Everton Lopes inicia defesa de título no Mundial do Casaquistão

Primeiro campeão mundial do boxe amador brasileiro estreia na madrugada de sexta-feira contra pugilista das Ilhas Maurício

O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2013 | 07h56

ALMATY - O campeão Everton Lopes começa na madrugada de sexta-feira, a partir das 5 horas (de Brasília), a defesa de seu título no Mundial de Almaty, no Casaquistão. Cabeça de chave número 1 do peso meio-médio ligeiro (64 kg), ele entra na competição apenas na segunda rodada, para enfrentar Louis Colin, das Ilhas Maurício.

 

O baiano Lopes, de 25 anos, conquistou o primeiro título mundial do boxe amador brasileiro, em 2011, no Azerbaijão. No ano passado, porém, não teve sorte na Olimpíada de Londres. Logo na estreia (também na segunda rodada), ele enfrentou o cubano Roniel Iglesias, ouro no Mundial de 2009. Foi derrotado e se despediu dos Jogos. O pugilista entra para o torneio tendo disputado apenas uma competição após Londres, o Pan-Americano do Chile, em setembro, no qual foi campeão.

 

Juan Nogueira, do peso pesado (91 kg), também luta na sexta. Após vencer na estreia, enfrenta o americano Michael Hilton. Ambos os brasileiros, se vitoriosos, voltam ao ringue na segunda-feira, dia 21.

 

Outros cinco brasileiros ainda estão por estrear no Mundial. O principal deles é o peso médio (75 kg) Esquiva Falcão, bronze no Azerbaijão há dois anos e prata na Olimpíada de Londres. De olho no profissionalismo, assim como seu irmão Yamaguchi, que não está no Mundial, o capixaba estreia no sábado, sem adversário definido, pois entrou de bye na segunda rodada.

 

O mosca-ligeiro (49 kg) Patrick Lourenço também estreia no sábado, contra o tailandês Tanes Ongjunta. Robenilson de Jesus, peso galo (56 kg), é cabeça de chave número 4 e espera seu adversário da segunda rodada. No domingo, lutam o peso ligeiro (60 kg) Robson Conceição (contra o mongol Otgondalai Drjnyambuu) e o estreante Roberto Queiroz, meio-médio (69 kg), contra o búlgaro Simeon Chamov.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.