Évora faz a festa em Belém

Português é ?adotado? pela torcida e obtém a melhor marca do ano no salto triplo: 17,66 m

Leandro Lage, BELÉM, O Estadao de S.Paulo

25 de maio de 2009 | 00h00

Sem poder torcer para Jadel Gregório, o público do GP Belém de Atletismo "adotou" o campeão olímpico português Nelson Évora, que venceu a prova do salto triplo e fez a melhor marca do ano ontem, no Mangueirão. Gregório está lesionado e não participou da competição, mas a disputa entre Évora e os cubanos David Girat e Yoandris Betanzos garantiu a emoção da prova.Com um salto de 17,66 m, apenas um centímetro abaixo do próprio índice em Pequim, o triplista superou os dois adversários com folga e comemorou com os 35 mil torcedores presentes no estádio. "Gosto muito de participar de provas aqui, porque o Brasil é um país muito quente e o povo é alegre. Grita e incentiva os atletas", disse o campeão. David Girat foi o 2º, com 17,50 m, e Yoandris Betanzos, o 3º, com 17,38m.No salto em distância, a norte-americana Britney Reese superou Maurren Maggi e alcançou a marca de 7,06 m, também melhor índice do ano na modalidade. A brasileira saltou 6,59 m, terminou a prova em terceiro lugar, mas comemorou o resultado com uma volta olímpica. "Minha corrida está um pouco irregular. É questão de tempo para arrumar a marca", explicou Maggi. A saltadora Keila Costa manteve a média dos últimos saltos e fez 6,72 m, comemorando a prata.MURER VENCE COM 2.ª CHANCEFabiana Murer estava deixando a prova do salto com vara quando foi chamada novamente pela arbitragem. Ela havia errado três tentativas em 4,40 m e só restava na prova a canadense Kelsie Hendry, que preferiu saltar com o sarrafo em 4,45 m. Só que Hendry também errou três vezes e a prova ficou sem vencedora. No salto de desempate, a brasileira conseguiu passar dos 4,40 m e venceu.Kelsie Hendry e a norte-americana Becky Holliday, que só conseguiram passar dos 4,30 m, foram prata e bronze. Apesar da vitória, a performance de Fabiana não a agradou. "Já ia sair, mas o árbitro avisou: ''Olha, fica aí''. Então fiquei e consegui. Esperava saltar melhor, mas foi bom ter vencido", disse Fabiana, que está classificada para o Mundial de Berlim, em agosto.Os 800 m teve dobradinha brasileira. Fabiano Peçanha venceu com 1min44s63, enquanto Kléberson Davide garantiu o 2º lugar. No salto em altura, Jessé Farias fez 2,31m, foi prata e alcançou o índice para o Mundial. Lucimar Teodoro garantiu não só a vaga para o Mundial como bateu o recorde sul-americano nos 400 m com barreiras - foi a 3ª, com 55s84.NÚMEROS DO GP4,40 metrosfoi a marca superada por Fabiana Murer para garantir o ouro no salto com vara3.º lugarterminou Maurren Maggi no salto em distância. Com 6,59 m, ficou atrás da norte-americana Britney Resse (7,69 m) e de Keila Costa (6,72 m)2 brasileirosno pódio dos 800 m - Fabiano Peçanha e Kleberson Davide

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.