Ex-boxeador norte-americano sofre overdose de cocaína

O ex-boxeador norte-americano Johnny Tapia, de 40 anos, cinco vezes campeão mundial, permanece hospitalizado en estado grave. Ao que tudo indica a causa foi uma overdose de cocaína, informou a porta-voz do Centro Médico de Albuquerque (Novo México), Elizabeth Schomburg.Tapia foi levado ao hospital na última segunda-feira direto do hotel onde estava hospedado. Um empregado do hotel chamou a polícia quando o ex-boxeador sofria de uma grave insuficiência respiratória.A polícia de Alburquerque, cidade natal de Tapia, confirmou que se trata de um caso de overdose e anunciou que o ex-pugilista será acusado de posse de cocaína. Os agentes policiais encontraram no quarto de Tapia um saco plástico com um substância branca, que foi confirmada como sendo a droga.Outro porta-voz do hospital, Todd Sandmanm, pediu que se respeite a privacidade do ex-atleta. "É um momento difícil para a família, que agradece o apoio que vem recebendo dos fãs de Tapia e pedem para que a privacidade dele seja respeitada durante a recuperação do ex-campeão".Tapia foi suspenso por três anos e meio no começo da década de 90 devido seu vício em cocaína. Em 2003 passou seis meses em uma clínica de reabilitação após sofrer um colapso em sua casa, e no final daquele mesmo ano a polícia informou que ele havia sofrido uma outra overdose.Em seu livro "Minha Vida Louca", Tapia confidencia que já foi declarado morto seis vezes.Tapia Conquistou cinco títulos mundiais em diversas categorias - galo da AMB; galo júnior da FIB e OMB; e pluma da FIB) - e era um dos maiores ídolos do esporte norte-americano em seu tempo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.