Sebastian Perez/AP
Sebastian Perez/AP

Ex-campeão mundial de boxe é baleado em Porto Rico

Hector 'Macho' Camacho foi atingido na cabeça dentro de seu carro; polícia ainda procura suspeitos

AE-AP, Agência Estado

21 de novembro de 2012 | 09h05

SAN JUAN - O ex-pugilista porto-riquenho Hector "Macho" Camacho, campeão mundial em três categorias diferentes do boxe nas décadas de 80 e 90, foi baleado quando estava dentro de um carro nos arredores de San Juan, capital de Porto Rico. Segundo as primeiras informações médicas, o tiro atingiu a cabeça do ex-atleta de 50 anos e o seu estado é grave.

O caso aconteceu na noite de terça-feira na cidade de Bayamón. Um homem desconhecido teria atirado contra o carro onde estava Camacho, atingindo o ex-pugilista na cabeça e matando o outro ocupante do veículo - a identidade do morto não foi revelada e nem a sua relação com o campeão. A polícia ainda procura o autor dos disparos.

"A situação de Camacho é muito delicada", admitiu o médico Ernesto Torres, responsável pelo tratamento do campeão no Centro Médico de San Juan, para onde ele foi levado. Segundo as informações divulgadas pelo hospital, a bala atingiu a mandíbula do ex-pugilista, saiu da cabeça, entrou no ombro e ainda fraturou duas vértebras.

Ao longo da carreira, Camacho enfrentou outros grandes nomes da história do boxe, como Félix Trinidad, Julio César Chávez, Sugar Ray Leonard e Oscar de la Hoya. Somou 79 vitórias, seis derrotas e três empates, sendo que a última luta foi em maio de 2010. Também enfrentou problemas com álcool e drogas durante muito tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
boxeHector Camacho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.