Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

Ex-chefe da Ferrari vai liderar candidatura de Roma aos Jogos de 2024

Luca di Montezemolo vai encabeçar projeto da capital italiano para ser sede da Olimpíada pela segunda vez; a primeira foi em 1960

Estadão Conteúdo

10 de fevereiro de 2015 | 10h13

Ex-homem forte da Ferrari, Luca di Montezemolo atacará em outra frente no esporte. Ele vai liderar a candidatura da cidade de Roma para sediar os Jogos Olímpicos de 2024, conforme anunciou nesta terça-feira o presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malago.

Montezemolo havia anunciado sua saída da Ferrari em setembro do ano passado, depois de 23 anos como presidente da montadora e da equipe de Fórmula 1. Durante este período, o carro vermelho da escuderia italiana viveu alguns de seus melhores anos, principalmente nos anos 90 e 2000, com Michael Schumacher.

Apesar de ter boa parte de sua vida ligada ao automobilismo, esta não é a primeira vez que Montezemolo se arrisca em outras frentes. Ele foi o chefe do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 1990, na Itália. Até pelo sucesso daquele Mundial, o Coni decidiu apostar no experiente dirigente mais uma vez.

Montezemolo acumulará a função de liderar a candidatura com a de presidente da Alitalia, principal companhia aérea do país, que comanda desde novembro do ano passado. Para levar a Olimpíada novamente para Roma, que já a sediou em 1960, o dirigente terá que superar a concorrência de Boston, único outro candidato já confirmado até o momento. Hungria, Catar, Alemanha, França, África do Sul e Azerbaijão também podem entrar na disputa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.