Ex-ciclista admite ter distribuído doping para atletas

Austríaco Bernhard Kohl afirma que as autoridades já conhecem a relação dos envolvidos

AE-AP, Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 14h10

O ex-ciclista austríaco Bernhard Kohl, que se retirou do esporte no mês passado após ser punido por uso de doping, admitiu ter distribuído substâncias ilegais a outros atletas. "Bons amigos dão coisas uns aos outros", revelou Hohl nesta terça-feira, em entrevista a uma emissora de TV do país.

O único nomeado por Kohl foi o triatleta Hannes Hempel, a quem ele diz ter entregue uma droga com efeitos semelhantes à testosterona, que aumenta a resistência e a massa muscular. "As autoridades sabem o que entreguei e a quem, não vou dizer isso em público", declarou o ex-ciclista de 27 anos, que foi suspenso por dois anos no ano passado, ao ser flagrado com Cera, um hormônio que acelera a regeneração muscular, durante a Volta da França do ano passado.

Kohl, que havia sido eleito o melhor atleta das etapas de montanha da tradicional prova, está sob investigação do Ministério Público austríaco e corre o risco de pegar até três anos de prisão por envolvimento com uma rede de distribuição de substâncias dopantes.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoBernhard Kohldoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.