Ex-companheiro de Armstrong, americano é pego em exame antidoping

Suspenso por seis meses por supostamente ter colaborado com o doping de Lance Armstrong, o também ciclista norte-americano Tom Danielson foi pego em exame antidoping realizado fora de competição no dia 9 de julho. Ele foi afastado preventivamente por sua equipe e aguarda a análise da contraprova.

Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2015 | 15h29

O exame da primeira amostra apontou a presença de testosterona sintética no organismo do ciclista, que nega as acusações. "Eu nunca tomei nada disso, especialmente depois de tudo que eu passei nos últimos anos. Isso não faz nenhum sentido. Sinto-me atingido, frustrado e bravo com isso. Eu não entendo como ou por que isso aconteceu e eu ainda não posso acreditar que isso seja possível", disse Danielson, pelo Twitter.

Aos 36 anos, o veterano já não disputa mais as Grandes Voltas, ainda que faça parte de uma das equipes mais poderosas do mundo, a Cannondale Garmin. Quando mais jovem, chegou a ser apontado como um candidato a título de expressão, mas nunca conseguiu passar de um oitavo lugar na Volta da França.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismodoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.