Ex-gari, brasileiro bate quenianos e vence prova

Solonei da Silva chegou ao alto do pódio na Maratona de São Paulo, à frente dos quenianos Hillary Kimai e Katui Kipkemoi, e deu ao Brasil o primeiro título na prova desde 2009. Solonei, que trabalhou como gari em Penápolis, completou os 42 quilômetros da corrida em 2h12m25s.No feminino, a queniana Rumokol Chepkanan venceu com o tempo de 2h31m31s e bateu o recorde da prova. A atleta foi seguida pela etíope Adugnana Dibaba e por outra queniana, Nancy Kiprop. A brasileira Marily dos Santos chegou em quinto. Ao todo, 20 mil atletas participaram da corrida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.