Reuters - 23/6/2011
Reuters - 23/6/2011

Ex-jogador dos Mets é morto a tiros nos Estados Unidos

Namorada é principal suspeita pela morte do ídolo de beisebol

EFE

23 de junho de 2015 | 09h22

Darryl Hamilton, ex-jogador e ídolo de várias equipes da liga americana de beisebol (MLB), foi encontrado morto com vários tiros dentro de casa na cidade de Pearland, no sul de Houston (Texas).

A polícia chegou ao local na tarde de domingo e também localizou o corpo da namorada de Hamilton, Monica Jordan, atingido por uma única bala. Os investigadores suspeitam que ela se suicidou após ter assassinado o ex-jogador. O filho do casal, de apenas 14 meses, estava na mesma casa, mas não foi ferido.

Hamilton, de 50 anos, foi um dos destaques da campanha que levou o New York Mets à decisão do torneio em 2000. A equipe, no entanto, acabou derrotada pelo New York Yankees. O ex-jogador deixou a MLB em 2001, após 13 temporadas. Desde então, passou a comentar as partidas em várias emissoras americanas, entrando para a equipe responsável pelo site oficial da MLB em 2013.

Como jogador, passou por cinco franquias: Milkwaukee Brewers (1988, 1990-95), Texas Rangers (1996), San Francisco Giants (1997-98), Colorado Rockies (1998-1999) e os Mets (1999-2001). Nas 1.328 partidas disputadas na liga americana de beisebol, o defensor externo teve média de 29,1% com o bastão, com 51 home runs e 454 corridas impulsionadas, além de 163 bases roubadas.

Já na passagem pelos Rangers, Hamilton ajudou a equipe texana a chegar pela primeira vez em sua história aos playoffs após ganhar o título da Divisão Oeste. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.