Wilson Pedrosa/Estadão - 2009
Wilson Pedrosa/Estadão - 2009

Ex-nadadora Rebeca Gusmão é internada em estado grave

Banida do esporte por uso de doping, brasiliense teve intoxicação por ingestão de medicamentos

O Estado de S. Paulo

30 de agosto de 2013 | 19h14

BRASÍLIA - A ex-nadadora Rebeca Gusmão está internada em estado grave na UTI do Hospital Regional de Saúde de Samambaia, em Brasília. Banida do esporte desde 2009 por doping, a brasiliense de 29 anos teve intoxicação por ingestão de medicamentos, segundo nota do blog Eixo Capital, do jornal Correio Braziliense, e foi socorrida na quinta-feira no Hospital do Guará.

O Hospital de Samambaia confirma a internação de Rebeca. Mas, em nota divulgada nesta sexta-feira, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal afirma que a família da ex-nadadora não autorizou a divulgação de seu estado de saúde.

Rebeca é diretora de Apoio ao Atleta da Secretaria de Esporte do Distrito Federal desde outubro de 2012. Antes, havia se candidatado ao cargo de deputada distrital pelo PC do B, nas eleições de 2010, mas não conseguiu se eleger. Desde que foi banida do esporte após longa batalha judicial, Rebeca havia participado de provas de supino (levantamento de peso) e jogou futebol.

A ex-nadadora, que havia conquistado as primeiras medalhas de ouro da natação feminina (50 m e 100 m livre) no Pan do Rio, em 2007, foi flagrada em dois exames antidoping. O primeiro foi no Troféu José Finkel, em 2006, e o segundo, no Pan, em exame fora de competição. Os exames acusaram a presença de testosterona exógena.

O banimento do esporte foi determinado pela Federação Internacional de Natação (Fina) e, após recurso, confirmado pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). Rebeca, contudo, sempre alegou inocência, afirmando que os testes foram fraudados, e acusou o médico Eduardo De Rose, especialista em doping, de perseguição.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoRebeca Gusmão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.