Ex-presidente da FIB é condenado

O ex-presidente da Federação Internacional de Boxe (FIB), o norte-americano Robert W. Lee, foi condenado a 22 meses de prisão após ser considerado culpado por corrupção. O juiz John W. Bissell, de New Jersey, impôs ainda uma multa de US$ 25 mil ao dirigente. "Ele comercializou o sangue e o suor de lutadores, administrando uma organização corrupta", disse Robert Cleary, que atuou como promotor no processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.