Daniel Garcia/AFP
Daniel Garcia/AFP

Exército britânico socorre Olimpíada de Londres ocupando assentos vazios

Cadeiras desocupadas revoltaram os britânicos que tentaram em vão comprar ingressos

Karolos Grohmann, Reuters

29 de julho de 2012 | 16h07

LONDRES - Tropas britânicas convocadas às pressas para ajudar na segurança dos Jogos de Londres foram chamadas ao socorro pela segunda vez neste domingo - desta vez para a tarefa menos árdua de ocupar assentos vazios.

O comitê organizador da Olimpíada (Locog, na sigla em inglês) se voltou para o Exército novamente depois que imagens de TV de fileiras de cadeiras desocupadas em muitos locais de competição revoltaram os britânicos que tentaram em vão comprar ingressos em um sistema de vendas complexo.

"O Locog ofereceu gentilmente aos oficiais nos postos de segurança o uso de assentos não utilizados quando estiverem fora de serviço", disse um porta-voz do Ministério da Defesa.

"Estes assentos serão disponibilizados para oficiais nos postos de segurança para que utilizem de forma voluntária."

No início do mês, o governo foi forçado a destacar 3.500 soldados adicionais - alguns dos quais recém-chegados de temporadas no Afeganistão - depois que a empresa de segurança particular G4S se mostrou incapaz de cumprir seu compromisso de fornecer 10.400 seguranças.

Agora as Forças Armadas estão a cargo de postos de verificação em vários locais de competição, incluindo centros de mídia, apaziguando os temores de segurança em uma cidade que foi atingida por ataques a bomba em 2005 horas após o anúncio de que sediaria a Olimpíada.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada 2012direto de Londres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.