Experiente e novato apitam semifinais

Paulo César de Oliveira comanda Palmeiras x Corinthians, enquanto Raphael Claus é sorteado para São Paulo x Santos

Anelso Paixão, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2011 | 00h00

Um quase completo desconhecido do torcedor e um frequentador assíduo de grandes clássicos e de algumas confusões serão os árbitros das árbitros das semifinais do Campeonato Paulista. Sorteados ontem pela Federação Paulista de Futebol, Raphael Claus, 31 anos, e Paulo César de Oliveira, 37, apitarão os clássicos entre São Paulo e Santos, sábado, às 16 horas, no Morumbi, e Palmeiras e Corinthians, domingo, no mesmo horário, no Pacaembu.

O experiente Paulo César de Oliveira afirmou ontem, em entrevista à Rádio Globo, que não vê isso como uma volta por cima após algumas punições, como em 2008, quando validou um gol com a mão do atacante Adriano, do São Paulo, contra o Palmeiras, na semifinal, o que o afastou da final entre o próprio Palmeiras e a Ponte Preta. Mais tarde, em 2010, voltaria a ser suspenso por cinco jogos por ter valido gol do Grêmio Barueri - novamente contra o Palmeiras - em que o jogador Tadeu, do time do interior, estava impedido após a bola ter batido na trave em cobrança de pênalti - no rebote, Marcelo Oliveira rolou para ele, que, adiantado, chutou para as redes.

"Não encaro o jogo com forma de redenção, de dar respostas, não é nada disso. Graças a Deus eu venho tendo o meu trabalho reconhecido e estou tranquilo e preparado", disse. "A gente está sempre sujeito a ter uma infelicidade em alguns jogos, mas o arbitro tem de conviver com isso."

Apesar de insistir que se sente à vontade para o clássico, o experiente árbitro não descarta reclamações. "As reclamações têm acontecido em todos os estados, mas a gente espera poder corresponder de forma positiva."

Já Raphael Claus, natural de Santa Bárbara d"Oeste, é novato no quadro de árbitros da FPF, mas apitou oito jogos neste Campeonato Paulista, entre eles o clássico entre Santos e Corinthians, vencido pelo Corinthians por 3 a 1 sem polêmica.

Sorteio ou indicação? A FPF realizou ontem o sorteio dos árbitros. No entanto, o Jornal da Tarde trouxe em sua edição de ontem a informação de que Paulo César de Oliveira apitaria Palmeiras x Corinthians, numa indicação do presidente corintiano Andrés Sanchez aceita de imediato pelos dirigentes palmeirenses. A entindade se defendeu. "Agir com transparência é uma das diretrizes da FPF. E isto também se aplica com relação ao sorteio da arbitragem que, além de ser aberto ao público, vem sendo transmitindo ao vivo no site da entidade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.