Expulso, nigeriano Kaita acusa grego de racismo

O meio-campista da Nigéria Sani Kaita foi expulso após súbita agressão ao grego Vassileos Torosidis, na segunda rodada. Ontem, ele falou sobre o lance ao site KickOffNigeria.com. "Não tive a intenção de machucá-lo", diz. Ele credita a reação a uma ofensa racista por parte do atleta grego. A expulsão, tida como "infantil" pela torcida, provocou grande revolta contra Kaita no país. Ele também lembrou que jamais havia recebido um cartão jogando pela seleção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.