Timothy A Clary/ AFP
Timothy A Clary/ AFP

Murer iguala sua melhor marca do ano e fica satisfeita com prata

'Tentei o máximo, fiz o meu melhor, mas faltou um pouco de perna'

NATHALIA GARCIA, Enviada Especial a Toronto, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 23h01

Fabiana Murer protagonizou uma emocionante disputa com a cubana Yarisley Silva na noite desta quinta-feira, mas ficou com a medalha de prata no salto com vara nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Apesar de repetir o segundo lugar de Guadalajara, a brasileira deixou a prova satisfeita com a marca de 4,80m, igualando seu melhor resultado do ano.

"Tentei ao máximo, fiz o meu melhor, mas faltou um pouco de perna. Senti um pouco o cansaço e não consegui uma boa aproximação na corrida. Fiquei contente com a minha marca, com o meu salto principalmente, com minha técnica que vem melhorando", avalia.

As condições da prova também agradaram à saltadora e, ao contrário da Olimpíada de Londres, o vento não foi um problema para Murer. "Só na hora do aquecimento que eu tive dificuldade em um salto, mas de resto não tive problema nenhum, foi bem tranquilo. A pista é boa, veloz, e o setor ali para saltar também ajudava", elogia.

A atleta explica que gastou bastante energia depois de errar as duas tentativas nos 4,75m e isso pesou na hora de tentar superar Yarisley, que saltou 4,85m, cravou o novo recorde da prova no Pan e faturou a medalha de ouro. Em dia ruim, a norte-americana Jennifer Suhr decepcionou e levou o bronze com apenas 4,60m.

O fraco desempenho da saltadora dos Estados Unidos surpreendeu Fabiana Murer. "Achei que ela fosse saltar um pouco mais alto, mas isso é salto com vara." Mesmo com Suhr fora do páreo, a brasileira ressaltou o alto nível da disputa no Estádio da Universidade de York em sua quarta e última participação no Pan.

"Foi realmente uma prova muito forte. É bom, faz a gente crescer, buscar marcas melhores, é uma experiência enorme que a gente ganha para as outras competições." O seu próximo desafio é a etapa de Estocolmo (Suécia) da Diamond League daqui a uma semana, e, no fim do mês que vem, o Mundial de Pequim (China).

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosatletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.