Kerim Okten/EFE
Kerim Okten/EFE

Fabiana Murer salta 4,65m e vence prova na Áustria

A competição não envolveu nenhuma finalista olímpica. A prata ficou com a russa Anastasia Savchenko e o bronze com a bielo-russa Anastasia Shvedova

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 16h46

Pouco mais de duas semanas depois de falhar na Olimpíada, Fabiana Murer voltou a se apresentar em alto nível nesta segunda-feira. A brasileira competiu no Gugl Games, em Linz (Áustria), e venceu o salto com vara com a marca de 4,65m. A competição não envolveu nenhuma finalista olímpica.

A competição foi a segunda de Murer depois dos Jogos de Londres, quando parou nas eliminatórias. Na sexta-feira, ela foi terceira colocada na etapa de Estocolmo (Suécia) da Diamond League, quando teve como melhor salto 4,55m, exatamente a marca que ela precisava ter feito para ir à final Olímpica.

Em Linz, a brasileira era a única estrela a competir no salto com vara. Tanto que venceu sem grandes dificuldades. Murer realizou apenas quatro tentativas. Passou a 4,45m e garantiu o bronze. Depois, venceu o sarrafo a 4,55m e assegurou o ouro. Ainda acertou o salto a 4,65m antes de falhar ao tentar 4,75m, mesma marca que deu à norte-americana Jennifer Suhr o título olímpico em Londres.

Na Áustria, a prata ficou com a russa Anastasia Savchenko e o bronze com a bielo-russa Anastasia Shvedova, ambas com 4,50m como melhor salto. A quarta colocada fez apenas 4,30m, mostrando o fraco nível da prova.

Outra brasileira que competiu em Linz foi Keila Costa. Ela participou do salto em distância e ficou na quinta colocação, com 6,38m - um centímetro a mais do que Maurren Maggi fez na Olimpíada, quando foi eliminada nas eliminatórias. A vitória na Áustria foi da norte-americana Chelsea Hayes, com 6,81m, seguida da bielo-russa Veronika Shutkova.

OUTRAS PROVAS - Nos 400 metros, a vitória foi de Kirani James, de Granada, que venceu esta prova na Olimpíada. Em Linz, ele marcou 44s46, contra 43s94 em Londres. O belga Jonathan Borlee ficou com prata.

Já nos 400m com barreiras, o dominicano Felix Sanchez, campeão olímpico, deu o troco no norte-americano Michael Tinsley, que o havia vencido em Estocolmo. O atleta do Caribe marcou 48s13 enquanto Tinsley, que foi prata em Londres, conquistou o bronze em Linz com 49s49.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoFabiana Murer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.