Albert Estevez/EFE
Albert Estevez/EFE

Fabiana Murer sofre, mas evita vexame e avança à final do salto com vara

Brasileira falhou nas duas primeiras tentativas até garantir vaga com um salto de 4,55 metros

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2013 | 14h41

MOSCOU - Depois de levar um susto, Fabiana Murer confirmou seu lugar na final do Mundial de Atletismo de Moscou, na Rússia. A brasileira, atual campeã, falhou em suas duas primeiras tentativas até garantir a classificação com um salto de 4,55 metros.

A dificuldade lembrou o que aconteceu nos Jogos de Londres, quando a saltadora teve seu desempenho atrapalhado pelo vento. Na ocasião, ela acabou sendo eliminada na fase de classificação, protagonizando uma das decepções brasileiras na Olimpíada.

Desta vez, Murer reagiu no terceiro salto e alcançou a marca suficiente para avançar na disputa. "Foi apertado, mas eu estava super bem, fiz bons saltos. A primeira série foi fraca. Mas acertei o salto depois e aí foi tranquilo", disse a brasileira, em entrevista à Sportv. "Estava confiante de que eu ia acertar o terceiro salto."

A saltadora, contudo, admitiu o nervosismo no início da disputa. "Sempre dá aquele friozinho na barriga e agora não foi diferente. A primeira altura é sempre a mais nervosa, porque é para entrar na competição".

A final será disputada nesta segunda-feira. Como de costume, a favorita será a russa Yelena Isinbayeva, dona de diversos recordes da modalidade. Diante de sua torcida, ela não decepcionou e saltou 4,55 metros com tranquilidade para chegar à final.

A disputa da medalha terá ainda a norte-americana Jennifer Suhr, campeã olímpica em 2012, e a cubana Yarisley Silva, medalha de prata em Londres. Já a brasileira Karla Rosa da Silva não passou dos 4,30 metros e não conseguiu avançar na prova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.