Fábio Costa por um fio na Vila

Goleiro dificilmente ficará no clube após problemas com auxiliar de Leão

Sanches Filho, SANTOS, O Estadao de S.Paulo

01 de fevereiro de 2008 | 00h00

Os dias de Fábio Costa no Santos podem estar chegando ao fim. Afastado do jogo de ontem por indisciplina - discutiu com o auxiliar técnico Pedro Santilli -, ele se reapresenta hoje, às 16 horas. A tendência, porém, é de que não permaneça no clube.As portas do Santos estão se fechando para Fábio Costa. Nos últimos dias, criou problemas com três membros da comissão técnica. Primeiro foi com Leão, na véspera do jogo com o Juventus, ao se recusar a descer do apartamento na concentração para fazer as refeições, na véspera do jogo com o Juventus. Depois, desrespeitou a nutricionista Sandra Merouço, desligando o telefone quando ela tentava orientá-lo. E, anteontem, discutiu com Santilli, homem de confiança de Leão.Descontrolado, o goleiro fez ameaças, dizendo que, se descobrisse quem vazou para a imprensa que ele voltou das férias com oito quilos acima do peso, daria umas "porradas??. Leão assistiu a parte da discussão e cortou Fábio Costa da concentração. Ontem, o goleiro se reuniu com Leão. Ficou acertado que volta a treinar. "Ele vacilou a primeira vez e tomou cartão amarelo; vacilou a segunda e recebeu outro; na terceira tomou o vermelho que o tirou do jogo (contra o Barueri) e amanhã (hoje) volta a trabalhar", disse o técnico. Não será surpresa, porém, se seu contrato, que vence em dezembro, for suspenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.