Fábio Santos apoiaria exclusão por mudanças

Lateral-esquerdo seria a favor da medida se houvesse a certeza de que isso evitaria mais mortes nos estádios

O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 02h04

Se a exclusão do Corinthians da Libertadores deste ano for realmente necessária para que se ponha um ponto final nas mortes no futebol, o lateral-esquerdo Fábio Santos apoiaria essa decisão.

"Se for para mudar, aceitamos ser punidos. Se a gente tiver a certeza de que ninguém mais vai sofrer com isso, que não vai mais haver mortes, sou a favor."

Fábio Santos foi um dos jogadores que deram entrevista no desembarque do time ontem à tarde no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Ele disse que uma solução seria proibir a entrada de torcedores nos estádios com sinalizadores ou fogos de artifícios. "Antes proibiram bandeiras, a partir de agora a coisa certa seria proibir fogos também."

O volante Ralf foi outro jogador que falou sobre as possíveis punições que o Corinthians poderá receber.

"A diretoria não vai medir esforços para evitar uma punição, mas se tivermos de perder mandos de campo teremos de arcar com as consequências e jogar em outro lugar."

A morte do jovem Kevin Douglas Beltrán abalou todos no elenco corintiano. O clima ficou pesado já nos vestiários do Estádio Jesus Bermúdez quando eles souberam da tragédia.

Tite chorou com a notícia e na entrevista coletiva que concedeu após o jogo se recusou a falar do empate por 1 a 1 contra o San Jose. "Eu não queria fugir da minha responsabilidade e deixar de estar presente aqui. Não tem preço, não se vence a qualquer custo, o esporte tem outro sentido. Peço que me desculpem, sei que isso não vai tirar a dor de vocês nem da família."

Abalado e com a voz embargada, o treinador disse que trocaria o título mundial conquistado no Japão pela vida do menino.

Após o desembarque em Guarulhos os titulares foram liberados, e os jogadores que atuaram menos de 45 minutos na partida contra o San Jose foram treinar no CT. Hoje eles se reapresentam à tarde, e Tite vai decidir quem joga domingo contra o Bragantino, às 16h, em Bragança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.