Fabíola Molina ganha ouro e bronze na Copa do Mundo

Depois da medalha de prata conquistada nos 50 metros costas na sexta-feira, a brasileira Fabíola Molina subiu mais duas vezes ao pódio neste sábado, no encerramento da primeira etapa da Copa do Mundo de Natação, em Durban, na África do Sul. Dessa vez, ela foi ouro nos 100 metros costas e bronze nos 100 metros medley, ambas com novo recorde sul-americano.

AE, Agencia Estado

17 de outubro de 2009 | 16h08

Aos 33 anos, Fabíola Molina ganhou neste sábado os 100 metros costas com o tempo de 57s77, batendo seu próprio recorde sul-americano, que era de 58s67 desde novembro do ano passado. E também foi bronze nos 100 metros medley com 1m00s66 - sua marca anterior era de 1m01s31 e já durava um ano -, ficando atrás das americanas Whitney Mayers (1m00s07) e Jessica Hardy (59s93).

Outro nadador do Brasil subiu ao pódio neste sábado em Durban. Foi Eduardo Fischer, que ganhou bronze nos 100 metros peito, ao fazer 58s47, sendo superado pelos sul-africanos Neil Versfeld (57s92) e Cameron van den Burgh (56s60). Enquanto isso, o brasileiro Guilherme Roth quase levou medalha nos 200 metros livre, terminando a prova na quarta colocação, com o tempo de 1min44s07.

Enquanto o Brasil subiu três vezes ao pódio, o último dia da etapa sul-africana da Copa do Mundo, que é disputada em piscina curta (25 metros), registrou quatro novos recordes mundiais. Dois deles vieram com a sueca Therese Alshammar (50m borboleta e 100m medley), um foi do americano Peter Marshall (50m costas) e outro saiu com a também americana Jessica Hardy (50m peito).

Alshammar bateu seu primeiro recorde mundial ainda nas eliminatórias dos 100 metros medley, quando fez 58s51 - depois, ela preferiu não disputar a final dessa prova. E também neste sábado, a sueca foi ouro nos 50 metros borboleta, com o tempo de 24s75. Já Peter Marshall cravou 22s75 no 50 metros costas, enquanto Jessica Hardy conseguiu fazer 29s45 nos 50 metros peito.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoFabíola Molina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.