Falavigna e Derly ganham prêmio do COB

Duas conquistas inéditas para o esporte brasileiro, em 2005, asseguraram a Natália Falavigna, do taekwondo, e ao judoca João Derly, na categoria feminina e masculina, respectivamente, os títulos da 7.ª edição do Prêmio Brasil Olímpico, realizado na noite desta terça-feira, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Ambos atletas venceram pela primeira vez o troféu e, para chegar ao triunfo, superaram tanto adversários experientes na cerimônia, como a bicampeã Daiane dos Santos e o campeão Robert Scheidt, quanto os também novatos Laís Souza, da ginástica artística, e o atacante Giba, do vôlei. A conquista do título mundial de taekwondo garantiu a Natália, de 21 anos, o destaque necessário para obter o reconhecimento do voto popular e do júri especializado. Em Madri, na Espanha, no mês de abril, ela surpreendeu ao ganhar a inédita medalha de ouro da categoria até 72 kg, no 17.º Campeonato Mundial da modalidade, que é pouco praticada no Brasil. Já entre os homens, Derly, com a medalha de ouro no Mundial do Egito, na categoria meio-leve (até 66kg), em setembro, foi eleito o melhor do ano. Aos 24 anos, na final da competição na África, o gaúcho conseguiu derrotar o campeão olímpico Masato Uchishiba, do Japão, e deu um novo impulso à carreira ? após o drama vivido em 2002, com a suspensão por resultado positivo para exame anti-doping em substâncias diuréticas. Além dos dois principais vencedores, os 41 atletas que se destacaram em suas respectivas modalidades também subiram ao palco do Teatro Municipal para serem premiados. Os velocistas Ádria dos Santos e Antônio Delfino foram os melhores do movimento paraolímpico brasileiro. O técnico da seleção brasileira de ginástica artística, Oleg Ostapenko, recebeu o troféu por ter sido eleito o melhor treinador de 2005, desbancando o tricampeão Bernardo Rezende, o Bernardinho, do vôlei masculino. Um dos momentos de maior emoção da noite foi a entrega do Troféu Hors Concours para o nadador paraolímpico Clodoaldo Silva e o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, que mandou um representante à cerimônia. Anteriormente, somente Ronaldo, do Real Madrid, havia recebido a honraria. Além deles, Agberto Guimarães ganhou o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, e o Instituto Ayrton Senna, o Troféu COI ? Esporte e Fair Play. Confira os vencedores por modalidade: Atletismo ? Jadel Gregório Badminton ? Renata Faustino da Silva Basquete ? Leandro Mateus Barbosa Beisebol ? Renan Issamu Sato Boxe ? Myke Michel Ribeiro de Carvalho Canoagem Slalom ? Gustavo Selbach Canoagem Velocidade ? Sebastian Cuattrin Ciclismo Estrada ? Murilo Antonio Fischer Ciclismo Mountain Bike ? Jacqueline Mourão Ciclismo Pista ? Janildes Fernandes da Silva Desportos na Neve ? Isabel Clark Ribeiro Desportos no Gelo ? Renato Yromi Gimenez Mizoguchi Esgrima ? Renzo Pasquali Zeglio Agresti Futebol ? Ronaldo de Assis Moreira (Ronaldinho Gaúcho) G.R.D ? Ana Paula Norbim Pádua Ribeiro Ginástica Artística ? Laís da Silva Souza Handebol ? Idalina Mesquita Hipismo Adestramento ? Pia Aragão Hipismo CCE ? Raul Bernardo Nelson de Senna Neto Hipismo Saltos ? Rodrigo de Paula Pessoa Hóquei Sobre Grama/Indoor ? Juliana Gelbcke de Oliveira Judô ? João Derly de Oliveira Nunes Júnior Levantamento de Peso ? Liliane Menezes Lacerda Lutas ? Rosângela da Silva Conceição Natação ? Kaio Márcio Ferreira Costa de Almeida Natação Sincronizada ? Nayara Leite Figueira Pentatlo Moderno ? Yane Marcia Campos da Fonseca Marques Pólo Aquático ? Camila Hermeto Pedrosa Remo ? Fabiana Beltrame Saltos Ornamentais ? Juliana Rodrigues Veloso Softbol ? Priscila Yukari Okamoto Taekwondo ? Natália Falavigna da Silva Tênis ? Thiago Alves Tênis de Mesa ? Hugo Hoyama Tiro com Arco ? Leonardo Lacerda Carvalho Tiro Esportivo ? Roberta Luz Cabo Trampolim Acrobático ? Anna Paula Milazzo Chaves Fernandes Triatlo ? Carla Moreno Vela ? Robert Scheidt Vôlei de Praia ? Juliana Felisberta da Silva Vôlei ? Gilberto Amauri de Godoy Filho (Giba)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.