Falcão se machuca na volta ao futsal

O ano de 2005 tem sido cruel para Falcão. Na partida que marcou o seu retorno às quadras, o ala do Malwee saiu machucado do jogo contra o Joinville, neste sábado à tarde, pela Liga Futsal 2005, em que sua equipe, de Jaraguá, bateu o rival por 4 a 2. Falcão já havia sentido nesta temporada o dissabor de mais um fracasso no futebol de campo. Ficou três meses no São Paulo, foi campeão paulista, mas atuou bem pouco e não vingou. Neste sábado, acabou se machucando na quadra. O jogador sofreu uma contusão muscular no segundo tempo da partida. E deverá se submeter neste domingo a um exame de ressonância magnética para descobrir a gravidade do problema. Falcão acredita, contudo, que a lesão não foi grave. "Acho que devo me recuperar em uma semana", disse. Desconsiderando a lesão, a reestréia do craque no futsal foi boa. O ala marcou um dos quatro gols de sua equipe. O time de Jaraguá do Sul, jogando em casa, suou para vencer de virada o Joinville. O gol de Falcão foi o do empate de 1 a 1. A torcida do Malwee comprou a briga do diretor do time, Carione Pavanello. Durante a semana, o dirigente afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan, que gostaria de agradecer ao ex-treinador do São Paulo, Emerson Leão, por não ter dado oportunidade a Falcão em sua terceira tentativa de se adaptar aos gramados. Durante a partida, um torcedor exibia a faixa "Obrigado, Leão." Falcão foi apresentado como reforço do Jaraguá na última quarta-feira, antes do jogo contra o Chapecó. Antes da passagem pelo São Paulo, ele havia tentado o campo na Lusa e Palmeiras. Em nenhuma das tentativas obteve sucesso. O resultado do jogo deste sábado fez a equipe de Jaraguá do Sul subir da penúltima para a nona posição. Foi a segunda vitória do time no torneio. O Joinville, que perdeu a segunda, fica em terceiro. O time de Falcão passou sufoco no começo da partida. A equipe visitante abriu o placar com gol do pivô Lacau, aos 2 minutos. Só no final do primeiro tempo, a equipe do Jaraguá empatou com belo gol de Falcão, aos 17. Xande virou o jogo, marcando aos 19. Na segunda etapa, o Malwee dominou. Valdin marcou duas vezes. No final, o Joinville esboçou uma reação. Mas só descontou, aos 34, novamente com o pivô Lacau.

Agencia Estado,

23 Abril 2005 | 19h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.